Retroescavadeira é autuada em terreno de preservação ambiental em PG

Máquina estava sendo utilizada para aterrar e nivelar terreno ilegalmente

Uma retroescavadeira foi apreendida na rua Brigadeiro Eduardo Gomes, no bairro Melvi em Praia Grande pela Guarda Civil Ambiental, durante ação conjunta com fiscais da Seção de Contenção de Invasões da Secretaria de Urbanismo (Seurb).

A máquina era usada para aterrar e nivelar ilegalmente o terreno sendo que a área é pública e de preservação ambiental permanente. A Guarda Ambiental identificou a irregularidade e o serviço foi paralisado.

O motorista foi encaminhado para a 2ª Delegacia de Polícia e fora realizado um boletim de ocorrência. O operador da retroescavadeira foi autuado por crime ambiental, porém, responderá em liberdade devido a máquina ter sido apreendida e o condutor ficar à disposição da justiça.

Segundo o titular da Seurb Alexander Ramos, a fiscalização em áreas de fácil ocupação irregular tem sido fundamental para controlar ações como a ocorrida. “Um dos problemas mais graves enfrentados pela Administração Municipal são as ameaças constantes de invasões. As moradias clandestinas representam prejuízos aos cofres públicos e ao meio ambiente, bem como provocam excessiva demanda pelos serviços públicos”, declarou.

De acordo com o subsecretário de Controle Urbano, Leonardo Conte Santos, neste ano foram demolidas 43 submoradias de 7 construções em alvenaria localizadas de modo indevido em áreas públicas e/ou de preservação ambiental. Também foram desmontadas 17 demarcações de lotes clandestinos.

Os fiscais de Contenção de Invasão realizam vistorias em toda a Cidade. Existem bairros que há probabilidade maior para invasões, por isso as fiscalizaçções são intensificadas nos bairros como, Vila Sônia, Antártica, Nova Mirim, Ribeirópolis, Esmeralda e Melvi.

Larissa França

 

 

Ecovias

ecovias