Polícia Civil de Praia Grande ouve acusada de matar a garota Ana Beatriz

A acusada de matar a menina Ana Beatriz Tossato Ferreira de Souza, de 13 anos, Elizabeth Fernandes dos Santos, de 42 anos, presta depoimento na tarde desta terça-feira, dia 11, no 1º Distrito Policial de Praia Grande. Com os cabelos pintados de preto e usando lentes de contato, Elizabeth foi localizada em uma casa de Guarulhos, na sexta-feira, dia 7, após denúncia anônima.

Os outros dois apontados como envolvidos no assassinato já estão presos: a mãe de Ana Beatriz, Ana Luíza Ferreira, de 28 anos, que mantinha relacionamento amoroso com Elizabeth e o padrasto da garota, Carlos José Bento de Souza, o Azeitona, 48 anos. Os três tiveram a prisão temporária de 30 dias decretada.

Ana Beatriz foi morta por asfixia mecânica mediante esganadura, no Jardim Anhanguera, em 13 de junho. Antes do homicídio, a criança foi agredida por Elizabeth, que é pugilista, segundo a polícia.

A perda de uma mochila com drogas teria motivado o assassinato, já que a menina seria usada para o transporte de entorpecentes. O corpo de Ana Beatriz foi jogado às margens da Via Anchieta, na região do Riacho Grande, em São Bernardo do Campo.

Dois dias após o assassinato, as duas mulheres comunicaram o “desaparecimento” da vítima na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Praia Grande.

Na mesma data, o corpo da menina foi encontrado, mas a identificação dela só ocorreu posteriormente, porque a vítima não portava documentos.

 

 

Fonte: A Tribuna On-line
16:15  Terça-feira
Praia Grande, dia 11 de setembro de 2012 

 

 

Ecovias

ecovias