Taxista baleado em Santos atribui crime à vingança

O taxista de 36 anos, baleado no início da madrugada desta quarta-feira, dia 17, informou a polícia que foi alvo de uma vingança. A vítima, que é diretor de uma cooperativa de Santos, foi baleada, mas conseguiu escapar até bater contra o poste de um semáforo no bairro Gonzaga. Ninguém foi detido após a tentativa de assassinato.

 

O crime aconteceu por volta da 0h30, na avenida Ana Costa, quando ele dirigia um Meriva prata. O taxista disse que foi baleado pelo ocupante de um Celta prata.

 

Após ser atingido, ele conseguiu fugir até o cruzamento com a rua Azevedo Sodré, no bairro Gonzaga. Lá, perdeu o controle da direção do veículo e derrubou o poste com um semáforo. A Polícia Militar foi acionada e a vítima socorrida para a Santa Casa de Santos.

 

Câmeras de monitoramento da Prefeitura devem ajudar a polícia a elucidar a tentativa de homicídio.

 

Vingança – Segundo o taxista, o crime teria sido cometido por um ex-namorado de uma mulher com quem tem um relacionamento amoroso. Denúncias que ajudem a esclarecer o crime podem ser feitas por meio do telefone 3284-3086. Não é necessário se identificar.

 

Praia Grande, dia 17 de outubro de 2012

Fonte: A Tribuna On-Line

 

 

Ecovias

ecovias