Mais de 150 mil trabalhadores ainda podem sacar o benefício

Prazo para retirar o dinheiro do ano-base 2017 termina em 28 de junho

Os trabalhadores que ainda não sacaram o abono salarial ano-base 2017 têm até o dia 28 de junho para comparecer a uma agência bancária e retirar o benefício. Somente no Estado 150.516 pessoas com direito ao dinheiro ainda não resgataram o recurso, valor que chega a R$ 96,30 milhões.

O abono salarial está sendo pago desde julho do ano passado e desde então 1.158.799 trabalhadores já foram pagos em São Paulo, o que representa 88,50% do total e somam R$ 896,88 milhões de acordo com a última atualização no último dia 8. 

Embora o número de beneficiados, que não foram buscar o dinheiro, pareça alto, pelo País, existem outros estados em que a quantia é ainda maior, fazendo com que os paulistas fiquem em sexto lugar se fosse feito um ranking. De todo o Brasil o Rio Grande do Sul é o lugar em que mais pessoas deixaram de receber o valor até o momento, somando 584.141 trabalhadores. Em segundo lugar está o Maranhão com 245.521 pessoas e em terceiro Mato Grosso do Sul com 211.203.

QUEM TEM DIREITO – Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao Programa de Integração Social (PIS) sacam o dinheiro na Caixa Econômica Federal e funcionários públicos, que são ligados ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), a referência é o Banco do Brasil.

Tem direito ao abono salarial quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Além disso, é preciso que os dados do trabalhador tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor a que cada pessoa tem direito é proporcional ao tempo trabalhado formalmente no ano-base, isso significa que quem esteve empregado por todo o ano recebe o equivalente a um salário mínimo (R$ 998,00), quem trabalhou por um mês pode sacar o valor mínimo, que é de R$ 84,00, equivalente a 1/12 do salário mínimo e assim por diante.

A consulta para funcionários que recebem pelo PIS pode ser feita pessoalmente, pelo site http://www.caixa.gov.br ou no telefone 0800-726 02 07. Para os servidores públicos, também é possível ter informações pessoalmente, pelo site https://www.bb.com.br e pelo telefone 0800-729 00 01.

Foto: Divulgação

 

Ecovias

ecovias