CPFL registra 252 casos de falta de energia por batidas em postes

Levantamento realizado pela CPFL mostra que Santos, São Vicente e Praia Grande lideram o ranking de acidentes com postes

No mês em que acontece a campanha de segurança no trânsito Maio Amarelo, levantamento realizado pela CPFL Piratininga, distribuidora de energia que atende 27 municípios do Interior e Litoral Paulista, mostra que foram registradas 252 ocorrências de falta de energia em 2018 em função de colisões contra postes na Baixada Santista. O número representa uma redução de 16,2% em relação aos 301 casos registrados em 2017.

De acordo com o levantamento, Santos lidera o ranking de acidentes contra postes, totalizando 78 ocorrências em 2018, uma queda de 23,5% frente a 2017. Em segundo lugar vem São Vicente, com 71 casos – diminuição de 13,4%. No comparativo entre 2018 e 2017, Praia Grande e Guarujá mantiveram o número de ocorrências com 46 e 25 casos, respectivamente. Cubatão está em quarto lugar, com 32 acidentes registrados ano passado, contra 46 no ano anterior, a maior redução na região: 30,4%.

Em média, cada ocorrência na região interrompe o fornecimento de energia para 242 clientes, com o tempo médio de restabelecimento de três horas. O tempo de retomada do serviço se explica pelo fato de que colisões contra postes exigem, muitas vezes, que a CPFL reconstrua a rede elétrica no local atingido, com substituição do poste, conforme a dimensão do dano. Dependendo da gravidade do acidente, as equipes precisam aguardar também a realização dos trabalhos da perícia policial.

No acumulado deste ano, registrado entre janeiro e abril, os municípios da região somaram 94 registros de acidentes com postes. São Vicente lidera a lista com mais ocorrências (33), seguido por Cubatão e Santos (26 cada), Praia Grande (sete) e Guarujá (dois). A região da Baixada Santista não aparece no acumulado das dez cidades com o maior número de acidente contra postes entre os 306 municípios atendidos pelo Grupo CPFL no Estado.

CAMPANHA - Considerando o impacto do assunto para a população, seja na segurança do trânsito, seja na qualidade do fornecimento de energia, a CPFL criou a campanha Guardião da Vida, que incentiva a discussão sobre o tema, a fim de promover uma reflexão sobre as atitudes no trânsito que poderiam ser evitadas, reduzindo acidentes e salvando vidas.

Como parte do movimento Maio Amarelo, a campanha Guardião da Vida promove ações que visam estimular a comunidade a adotar atitudes mais seguras como parte responsável pela vida de outras pessoas. Uma delas é a Campanha Externa de Prevenção de Acidentes com Eletricidade, com palestras em escolas, associações de bairro, sindicatos, empresas e lojas de material de construção.

23/05/2019
Foto: Divulgação

 

Ecovias

ecovias