Prefeito estuda aumentar valor do vale-alimentação

Reunião serviu para colocar um fim na polêmica de que o prefeito não queria negociar com o Sindicato dos Trabalhadores Municipais

Após reunião com a direção do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Praia Grande, ocorrida na segunda-feira, dia 20, o prefeito Alberto Mourão (PSDB) estuda a possibilidade de aumentar o valor do vale alimentação. Após ouvir as reivindicações dos sindicalistas, Mourão pediu que os técnicos façam um levantamento sobre os impactos financeiros do valor solicitado pelos representantes dos servidores, que pedem vale alimentação de R$ 350,00.

A princípio, o prefeito confirmaria o benefício nesta semana. Até o fechamento desta edição, na quarta-feira, dia 22, às 18h, não foi anunciada nenhuma mudança.

Estiveram presentes no encontro os secretários de Administração, Marcelo Kameya; o subsecretário de Gestão de Pessoas, Ecedite da Silva Cruz Filho; a subsecretária de Planejamento e Controle Orçamentário, Aparecida Regina Fermino da Silva; e o secretário-adjunto de Planejamento e Controle Orçamentário, Cristiano de Mola. A equipe apresentou aos sindicalistas as questões técnicas que impossibilitam o Executivo de atender todas as reivindicações dos servidores.

Na semana passada, foram aprovados na Câmara, os Projetos de Lei nº 12/19 e nº 13/19, de autoria do Executivo, que concederam reajuste de 5,5% aos mais de 11 mil servidores ativos, cerca de 1.200 aposentados e 400 pensionistas. O percentual aprovado garante a reposição da inflação acumulada nos últimos 12 meses, que foi de 4,94% e um ganho real de 0,56%. O impacto deste aumento somente em 2019 custará cerca de R$ 22 milhões aos cofres públicos municipais.

Mourão destacou que a Lei de Responsabilidade Fiscal e o cumprimento dos compromissos com servidores e fornecedores são premissas seguidas a finco em sua gestão. “O País ainda passa por um cenário de incertezas na economia nestes primeiros meses, resquícios de uma crise que abalou diversas cidades do Brasil. Ao contrário de muitos municípios, Praia Grande se manteve firme com o pagamento em dia dos vencimentos dos salários e dos fornecedores, e foi além: em julho do ano passado promoveu uma revalorização de 76 cargos que chegou a até 19%. Tudo isso fruto de muito planejamento e medidas de racionalização e contenção de gastos”.

O prefeito explicou ainda que para chegar ao índice de 5,5% de reajuste, a Prefeitura otimizou recursos municipais e elaborou, através de seus técnicos, uma série de estudos a fim de não impactar a oferta de serviços à população e garantir o pagamento em dia dos servidores.

SINDICATO – Para o representante dos servidores, foi produtiva a primeira reunião com o prefeito. “O prefeito nos atendeu muito bem, debateu vários itens da pauta de reivindicações com a diretoria do Sindicato, a comissão da categoria e o Departamento Jurídico, além de abrir diálogo entre nós e a equipe técnica do orçamento municipal”, destacou o presidente do Sindicato, Adriano Roberto Lopes da Silva, mais conhecido como Pixoxó. Segundo o sindicalista, nesta sexta-feira, dia 24, haverá assembleia para avaliar a contraproposta do Executivo, na Colônia dos Comerciários de São Paulo.

23/05/2019
Foto: Divulgação/PMPG

 

 

Ecovias

ecovias