A partir desta segunda, toda população poderá se vacinar contra a gripe

Ministério da Saúde pede engajamento de estados e municípios para vacinar 59,5 milhões de brasileiros

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza encerrou nesta sexta-feira, dia 31. A partir de segunda-feira, dia 3 de junho, as doses restantes fica-rão disponíveis para toda a população. Até quarta-feira, dia 29, 44,6 milhões de pessoas fora imunizadas, o que representa 75% da população-alvo.

Fazem parte do grupo prioritá-rio gestantes, puérperas, crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, idosos, indígenas, professores, trabalhadores de saúde, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 90% do público-alvo, composto por 59,4 milhões de pessoas. Até esta quarta-feira, dia 29, dois estados já bateram a meta de 90%: Amazonas (94,4%) e Amapá (94,7%). Outros estados estão bem próximos e já ultrapassaram os 85%: Pernambuco (89,6%), Minas Gerais (86,7%), Espírito Santo (85,7%) e Alagoas (85,5%).

Já os estados com menor cobertura são Rio de Janeiro (57,6%), Acre (64,9%) e São Paulo (65,4%). Em todo País, a campanha permanece com uma estrutura formada por cerca de 41,8 mil postos de vacinação e com a participação de aproximadamente 196,5 mil pessoas.

Entre a população prioritária, os funcionários do sistema prisional registraram a maior cobertura vacinal, com 94,2% de cobertura, seguido pelas puérperas (91%), indígenas (86,7%), idosos (85,3%) e professores (82,8%). Os grupos que menos se vacinaram foram os profissionais das forças de segurança e salvamento (32,2%), população privada de liberdade (50,4%), pessoas com comorbidades (66,6%), crianças (69,9%), gestantes (70,8%) e trabalhadores de saúde (72,9%).

A escolha do público prioritário no Brasil segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

A vacina produzida para 2019 teve mudança em duas das três cepas que compõem a vacina, e protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul.

BAIXADA SANTISTA - Um dia antes do término da campanha, Santos atingiu a meta de cobertura de 90% do público-alvo, sendo a primeira entre as cidades da Baixada Santista. Até à tarde desta quinta-feira, dia 30, foram aplicadas 202.897 doses no Município, diante da população total estimada de 224 mil pessoas. A vacinação prosseguirá enquanto durarem os estoques.

Praia Grande vacinou 77.536 pessoas durante a campanha, atingindo os 90% do público-alvo. A Cidade conta com poucas vacinas disponíveis e, na segunda, todas Usafas vão abrir a vacinação para toda a população, até o fim das doses.

Cubatão informou que atingiu a marca de 73,10%, o equivalente a 18.055 doses aplicadas. A meta da campanha é atingir 90% das pessoas que fazem parte desses grupos, o equivalente a 22.400 pessoas em uma população total de 24.698. Conforme orientação do Ministério, a campanha será mantida a partir da segunda-feira, 3 de junho, com doses disponíveis para toda a população até o final dos estoques.

Em Peruíbe, foram vacinados 14.580 pessoas do grupo prioritário. Isso corresponde a 69,1% da meta. Não haverá nenhuma ação especial prevista até o momento. Mongaguá imunizou 15.829 pessoas, número correspondente a 89,97% do total, já que a meta da cidade é de 17.613. O município deverá estender a vacinação para todos os públicos a partir de segunda, enquanto estiver vacina no estoque.

No Guarujá já foram vacinadas 79.378 pessoas (85,33%). Na cidade, por enquanto, não será prorrogada e nem aberta ao público em geral.

3/06/2019

Foto: Divulgação

 

Ecovias

ecovias