Núcleo Artístico do Palácio das Artes recebe doação de três ukuleles

Atividades com ukulele entraram na grade, após a demanda dos alunos

O Núcleo Artístico do Palácio das Artes ainda está com vagas abertas para o novo curso aos moradores de Praia Grande. Com inscrição gratuita, os iniciantes podem se cadastrar para as aulas de ukulele. Além disso, os alunos que entrarem na oficina terão a oportunidade de usar três ukuleles novinhos que a Fênix Music doou para o Núcleo.

De acordo com o sócio-proprietário da Fênix, Denis Ramos, essa parceria com a Secretaria de Cultura (Sectur) já vem de anos. “Honestamente é uma das únicas lojas de instrumento que tem na Cidade e acreditando muito no potencial de Praia Grande, culturalmente falando, esse foi o ponto inicial para acontecer à parceria. Acreditar no trabalho dos responsáveis”.

O gerente da Fênix, Ecê Aguiar Borges, diz que desde que ini-ciaram as aulas no Núcleo os professores já fizeram a diferença. “Olhando os resultados nas turmas, dá para ver que tudo é pelo esforço dos professores. Então a iniciativa de trazer a nova oficina foi incrível, porque não é preciso ter base de estudo de música pa-ra aprender o ukulele. A ideia de doar foi por saber que em outros cursos, as turmas se desenvolvem bastante”.

Para participar, é preciso ter mais de 14 anos e fazer a matrícula no Núcleo. Os maiores de idade precisam comparecer com o original e a cópia do documento com foto, CPF, cópia do comprovante de residência, uma foto 3x4. Os menores de 18 anos, necessitam trazer declaração escolar, cópias do RG e CPF do responsável.

Novidade na grade do Núcleo, as atividades com ukulele terão 15 vagas no total, com aulas de segundas às 15h (cinco vagas), e quartas às 10h e 16h (cinco vagas em cada). A responsável pelo Núcleo Artístico Palácio das Artes, Isabel Samegima, conta como surgiu a ideia de trazer essa modalidade para o Núcleo.

“A ideia partiu do próprio Ninno Júnior — professor de música do local. A iniciativa é bacana porque o ukulele está sendo cada vez mais popular e tínhamos pessoas que vinham e perguntavam quando que a modalidade entraria na grade. Então, diante da demanda e do interesse de ambas as partes, acrescentamos”.

O professor da oficina, Ninno Júnior disse que o instrumento musical vem ganhando muito destaque nos últimos tempos. “Com sonoridade encantadora e suave, é composto por quatro cordas. Outra característica é sua afinação reentrante, o que dá o toque ú-nico que só o ukulele consegue transmitir”.

O aluno e aposentado Leviano Moreira Nunes, de 70 anos, está animado para a oficina. “Gosto desse instrumento e me encantei logo após dar um para minha neta. Como surgiu à oportunidade, me inscrevi. Sei que vai ser incrível”.

Já Riquelmy Santos Ferreira, de 18 anos, não via a hora de ter essa oficina. “Achei interessante demais o instrumento e tenho mais facilidade com ele do que com o violão”, completa.

15/08/2019

Texto: Danielle Martins

Foto: Eduardo Oliveira

 

Ecovias

ecovias