Reunião debate melhorias nos serviços de manutenção de cabos

Encontro que ocorreu na terça-feira, dia 24 e empresas participantes criarão um canal único que visa minimizar os transtornos causados pelos cabos

É comum passar pelas ruas de Praia Grande e ver que os postes estão em manutenção, seja pela queda ou rompimento dos fios, falta de energia, entre outros, algo que causa a interdição de vias ou a demora do serviço. Com o propósito de minimizar tais transtornos é que a Prefeitura debateu o tema com empresas em reunião na terça-feira, dia 24.

Atualmente os postes são administrados pela Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL) e a Administração Municipal é responsável pela iluminação pública, no entanto a rede também recebe cabos de fornecedores de serviços como TV, telefone fixo e banda larga.

De acordo com titular da Secretaria de Serviços Urbanos (Seurb), Alexander Ramos, um dos problemas é que nem sempre a população consegue identificar de qual empresa o problema pertence. “Apesar de não ser um serviço público é na Prefeitura que a pessoa busca o socorro e a demora no atendimento gera desgaste à imagem do Executivo. Temos feito atendimentos a ocorrências vindas da Ouvidoria como a queda, afrouxamento ou mesmo rompimento dos fios e até entrarmos em contato com a instituição, algumas vezes precisamos isolar um trecho devido aos riscos a população”, explicou.

AÇÕES - Como resultado do encontro, a Diretoria para Assuntos Institucionais da Vivo ofereceu os serviços da empresa de telefonia informando que faz trabalhos de manutenção 24 horas por dia e disponibiliza para a população e também ao poder público o Centro Integrado de Rede Externa (Cire), responsável pelo atendimento das ocorrências. É possível entrar em contato pelo e-mail cire.br@vivo.com.br ou pelo telefone 0800 77 15 033.

Segundo a diretora de Assuntos Institucionais da companhia, Patrícia Lara, as ações podem identificar a fiação danificada. “Por sermos a maior prestadora de serviços acredito que a maioria das demandas sejam nossas. Já prevendo isso, a empresa criou o canal de atendimento.”

As demais empresas envolvidas na reunião se colocaram à disposição para o atendimento das ocorrências e aceitaram formar um grupo por meio de um aplicativo que prevê agilizar o trabalho de forma conjunta.

Ramos acredita que com um canal direto com as empresas haverá melhora no processo. “São ações como essas que apoiamos tendo o poder público e iniciativa privada juntos pelo bem do munícipe, que também é o consumidor dos serviços destas empresas. Vamos organizar isso no menor tempo possível”, concluiu.

Além de Ramos houve a presença do secretário de Serviços Urbanos (Sesurb), Katsu Yonamine.

30/09/2019

Foto: Arquivo

 

Ecovias

ecovias