Gazeta do Litoral


Pianista carioca realiza concerto com Orquestra Sinfônica de Santos

A apresentação ocorre no Teatro Coliseu no dia 28, a partir das 20h30

Com a participação especial do pianista carioca Jean-Louis Steuerman, o concerto do mês de setembro da temporada oficial da Orquestra Sinfônica Municipal de Santos (OSMS), que ocorre no Teatro Coliseu no dia 28, às 20h30. O evento traz no programa as obras Concerto para piano n.2’, de Sergei Rachmaninoff — peça que aparece na cultura popular em músicas de Frank Sinatra, de Eric Carmen e da banda inglesa Muse e em filmes como ‘Além da Vida’, de Clint Eastwood — e a Sinfônia nº 7, de Beethoven.

A apresentação terá regência do maestro Luís Gustavo Petri. A entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos no dia do concerto, a partir das 14h, no foyer do teatro.

O evento irá ocorrer na rua Amador Bueno, n° 237, Centro Histórico.

CONVIDADO – Jean-Louis Steuerman ganhou grande reconhecimento como artista internacional após conquistar o 2º lugar no Concurso Johann Sebastian Bach, em Leipzig, na Alemanha, em 1972. Foi solista nas mais importantes orquestras do mundo sob a regência de maestros consagrados.

O pianista se apresentou como solista com a London Symphony, sob regência de Claudio Abbado, com a Royal Philharmonic, sob a batuta de Lord Menuhin e Vladimir Ashkenazy (com que tocou o Concerto de Britten no Festival de Atenas). Participou de importantes turnês na Europa, América do Norte e Japão, apresentando-se nas principais séries de concerto.

Como músico camerista, tem tocado com os mais renomados músicos internacionais. Suas gravações para a Philips incluem obras de Alexander Scriabin, Felix Mendelssohn Bartholdy e as Seis Partitas de Johann Sebastian Bach, com a qual recebeu o prêmio Diapason d’Or.

Crédito: Divulgação
Danielle Martins

 
Em manutenção, Museu Pelé fica fechado por dois meses


 Os trabalhos têm duração prevista de 60 dias, mas dependem das condições climáticas

Após quatro anos e três meses de funcionamento ininterrupto, o Museu Pelé fechou ao público nesta terça-feira, dia 12 para obras de manutenção nos telhados, que incluem a troca das 269m de calhas por peças de alumínio. Os serviços, mais completos que as intervenções pontuais de conservação até hoje realizadas, têm duração prevista de 60 dias, mas dependem das condições climáticas.

Trata-se da primeira etapa dos serviços a serem realizados nesse equipamento, com o orçamento de R$ 198 mil e realizada com recursos do Condesb (Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista), sendo a única que exigirá a interrupção do atendimento ao público.

O descritivo para a realização dos serviços, a cargo da M.R. Construtora Eireli, conta com 40 itens, entre eles limpeza de 376m2 de telhado, retirada e recolocação de 316m2 de telhas de barro, substituição de 453m de calhas e rufos, instalação de 137 m2 de forro de gesso acartonado e de 40m2 de subcobertura de manta aluminizada.

A Prefeitura está ultimando os preparativos para a licitação voltada à instalação de portas de emergência, orçada em cerca de R$ 40 mil, e para o conserto de aparelhos de ar-condicionado (93 unidades evaporadores e 17 condensadoras), com custo aproximado de R$ 150 mil.

Emenda do então vereador Carlos Teixeira Filho (Cacá, atual secretário de Gestão) garantiu R$ 20 mil para a manutenção do sistema de detecção de fumaça. De acordo com o secretário, o investimento global previsto para o museu é da ordem de R$ 628 mil, valor aprovado em junho pelo Conselho Municipal de Turismo.

PÚBLICO – Inaugurado em 15 de junho de 2014, durante a 20ª edição da Copa do Mundo FIFA, realizada no Brasil pela segunda vez, o Museu Pelé já recebeu a visita de 199.473 pessoas, dados da abertura ao público até o último dia 31.

CASARÕES – O Museu Pelé foi construído no local onde se encontravam as ruínas dos Casarões do Valongo, construção em estilo neoclássico de 1865, que serviu de sede da Câmara e da Prefeitura de Santos entre o fim do século XIX e o final da década de 1930.

 Crédito: Divulgação
Danielle Martins

 
Sebrae SP oferece atividade inédita de negócios do audiovisual em Santos

A programação será desenvolvida no auditório do Museu Pelé, nos dias, 13 e 14

Leia mais...
 
Exposição sobre refugiados russos é aberta ao público em Santos

 

O Museu de Arte Sacra de Santos (Mass) promove, entre os próximos dias 13 e 29, a convite da UniSantos, a exposição O Instituto São Vladimir e a Presença Russa em Santos.

O Instituto São Vladimir foi uma organização que prestou assistência a jovens refugiados russo-chineses, que moraram e estudaram por dez anos (de 1958 a 1968) no antigo Mosteiro de São Bento, onde atualmente funciona o Mass.

A mostra aborda o fluxo migratório dos russo-chineses para o Brasil, justificando a necessidade de refúgio para esse grupo.

A exposição, que ocorre no ano do aniversário de 50 anos do Protocolo sobre o Status dos Refugiados e de dez anos da Cátedra Sérgio Vieira de Mello, faz parte da programação de dois eventos organizados pela UniSantos: o 8º Seminário Nacional Cátedra Sérgio Vieira de Mello, que ocorre entre os próximos dias 13 e 15, e a Semana de Relações Internacionais, que será realizada de 25 a 29 de setembro.

O material exposto foi coletado a partir do TCC O Instituto São Vladimir e a Presença Russa em Santos, pela voz dos imigrantes (1958 – 1968). A visitação, que ocorre no campus da avenida Conselheiro Nébias, 300, Vila Mathias, é aberta ao público e gratuita.

Danielle Martins

 
Curta Santos recebe inscrições para mais uma edição até dia 29

Os curtas devem ter até 20 minutos de duração e os videoclipes, uma música

Leia mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias