Especial
Casais que se apaixonaram na escola relembram história

ROT Casais

Nesta quarta-feira, dia 12 de junho, é comemorado o Dia dos Namorados em todo o Brasil, por isso entrevistamos casais que se conheceram ou namoram desde a época da escola

Alguns casais se conhecem ainda jovens e passam por todas as fases da vida juntos. Outros apenas vivem etapas juntos, seja enquanto jovens, adultos ou na melhor da idade. Não existem regras para namorar e amar. Os relacionamentos apenas mudam a cada etapa da vida. Nesta quarta-feira, dia 12 de junho, é comemorado o Dia dos Namorados em todo o Brasil.

Por isso entrevistamos casais que se conheceram ou namoram desde a época da escola. Afinal, o colégio é cheio de muitas histórias inesquecíveis, de amor e de amizade, que levamos para a vida inteira. Foi assim que aconteceu com Antônio Silva Cruz Filho, de 50 anos, e Ariza Chagas Cruz, de 51 anos, que deram o primeiro beijo no dia 14 de março de 86, no ensino médio, e estão juntos há 33 anos.

Apesar de terem se conhecido no trabalho, o casal começou a namorar na escola. “Na primeira vez que nos encontramos foi antipatia de ambos. Mas depois de um tempo, nos tornamos amigos. Logo após, fomos aumentando com a convivência em jornada dupla, no trabalho e na escola, e não nos desgrudamos mais”, conta Antônio.

Há 29 anos casados e com duas filhas, Ananda Cruz, de 21 anos, e Aline Cruz, de 27 anos, o casal sempre planejou a vida intensamente e curtiu o máximo possível. Ele ainda conta que para manter uma relação duradoura existem muitas dificuldades, mas a diferença está em como enfrentá-las em conjunto.

“Deve haver muita cumplicidade, muito respeito, muita doação, muito amor e principalmente Deus. Além de tudo isso, acho que o amor, não vou dizer verdadeiro, porque para mim, se é amor mesmo, sempre será verdadeiro, vence muitas coisas. Sendo fiel ao juramento perante Deus e acreditando que o que Deus uniu o homem não separe”, finaliza.

A época do ensino médio é realmente cheia de incertezas e inseguranças. Você começa a se preocupar com o futuro profissional e ao mesmo tempo quer se entregar a um romance. Um exemplo disso é Fernanda Rodrigues dos Santos, de 22, e Caio de Souza Lopes, de 23 anos, que precisaram de um empurrãozinho do destino para perceberem que eram mais que bons amigos.

“Nos conhecemos na escola, mas apenas no último ano que nos colocaram na mesma sala. Tínhamos o mesmo grupo de amigos, desenvolvemos uma amizade bem forte. No final percebemos que era amor e acabamos juntos. Já são cinco anos e oito meses e pretendemos passar o resto da vida juntos, porém não há nada planejado para o futuro. Estamos tentando realizar nossos sonhos, quero fazer Medicina e ele de fazer cursos fora do País”.

Para manter um relacionamento saudável por tanto tempo, Fernanda acredita que é preciso de confiança em primeiro lugar. “Também é preciso ter amizade, respeito e aprender a relevar algumas coisas, pois ambos são diferentes e tiveram criações diferentes. O mais difícil para nós é aceitar e amar o defeito do outro, além da rotina que acaba criando, porque depois de tanto anos, acabamos fazendo as mesmas coisas e isso pode esfriar a relação.”

Manter uma relação harmoniosa e duradoura pode ser uma fonte de felicidade. Quem defende essa ideia é Nyomi Graef mestre em promoção de saúde pela Curtin University, na Austrália. Segundo a especialista, ter um relacionamento que dure é uma das maiores alegrias e desejos na vida. “Como qual-quer realização, há coisas que podem ajudar e outras que podem dificultar o sucesso do relacionamento”.

12/06/2019

Texto: Danielle Martins

Foto: Arquivo Pessoal

 
Casais devem gastar R$ 100,00 com presente

Segundo pesquisa elaborada pelo SincomércioBS, lojistas acreditam em aumento, no entanto, os consumidores restringem o orçamento

Leia mais...
 
Junho Vermelho destaca a importância da doação

Menos de 2% da população brasileira são doadores, segundo a Pró-Sangue

Leia mais...
 
Sabesp prorroga prazo de inscrições para estudantes até segunda-feira

Vagas de estágio são destinadas a estudantes do ensino médio regular, médio técnico e superior

As inscrições para o concurso público na Sabesp para o preenchimento de 947 vagas de estágio para estudantes do ensino médio regular, técnico e superior foram prorrogadas para o dia 10 de junho, às 14h. As oportunidades são para a Região Metropolitana de São Paulo, Interior e Litoral. Para pessoas com deficiência estão reservadas 10% das vagas por modalidade de curso e região de classificação. Os interessados devem realizar a inscrição via internet pelo site www.concursosfcc.com.br, da Fundação Carlos Chagas, instituição responsável pelo concurso público. O edital completo e outras informações podem ser obtidos no endereço eletrônico.

Nas nove cidades da Baixada Santista serão 24 vagas para o nível superior e uma para o técnico. As oportunidades são: técnico em química (um), superior em administração de empresas (12), superior em ciências da computação (um), superior em comunicação social - relações públicas (dois), superior em direito (um), superior em engenharia civil (sete) e superior em engenharia química (um).

Para participar, é necessário que o jovem tenha no mínimo 16 anos e apresente os pré-requisitos exigidos no Edital no ato da admissão. O estudante deverá se inscrever para apenas uma vaga e indicar no formulário de inscrição via internet o código da Opção de Curso/Região de Classificação para a qual deseja concorrer, conforme a tabela disponível no edital.

Vale ressaltar que, ao indicar o curso/região, automaticamente, estará definida a cidade onde realizará a prova, marcada para 30 de junho. A contratação dos candidatos habilitados está prevista a partir de setembro, sendo formalizada mediante Termo de Compromisso firmado entre o estudante, a Sabesp e a Instituição de Ensino.

O contrato de estágio terá duração máxima de dois anos ou ao término do curso. A carga horária é de seis horas diárias, ou seja, jornada de 30 horas semanais, com horário a ser estabelecido pela Companhia e não conflitante com o do curso.

Os estagiários habilitados e contratados receberão bolsa auxílio mensal de R$ 1.068,00 para ensino superior; R$ 898,00 para estudantes do ensino médio técnico; e de R$ 812,00 para os de ensino médio regular. Como benefícios, terão vale refeição, vale-transporte, assistência médica (exclusiva ao estagiário) e seguro contra acidentes pessoais.

A taxa de inscrição é de R$ 55,00 para os estudantes do ensino médio e técnico e         R$ 75,00 para superior. O prazo para solicitar a isenção e a redução da taxa de inscrição se encerrou no dia 17 de maio. Os nomes dos beneficiados estão disponíveis no endereço: www.concursosfcc.com.br/concursos/sabes119.

10/06/2019

Foto: Divulgação

 
Evento teve apresentações de dança, brincadeiras e atendimento médico e odontológico

Usafa Antártica realiza ação social em parceria com a ONG Faces

A Unidade de Saúde da Família (Usafa) Antártica, em parceria com a ONG Faces, realizou uma ação social que contou diversas atividades para adultos e crianças moradores do bairro Vila Sônia, na sexta-feira, dia 31.

O evento beneficiou cerca de 100 pessoas. “A parceria foi um grande sucesso, a presença da Usafa aqui na comunidade é importante, pois muitas famílias acabam não levando as crianças ao médico, mesmo com o grande trabalho realizado pelos agentes comunitários”, explica a presidente da ONG, Gezebel Morais Moreira, mais conhecida como Bel.

Além de danças, brincadeiras, distribuição de lanches, todos os participantes puderam passar por avaliação bucal, aprender técnicas de escovação dentária, além de receberem escovas de dentes gratuitamente. “Só temos a agradecer todos os funcionários da Unidade pelo carinho e pela disposição em nos atender”, disse a presidente.

ENTIDADE - A Ong Faces existe há oito anos e atende crianças e adultos carentes no bairro Vila Sonia. Atualmente são 138 famílias cadastradas. A ONG proporciona gratuitamente aulas de capoeira, balé, crochê e artesanato, além de doar roupas e alimentos aos mais necessitados. Outro trabalho da instituição é a distribuição do sopão todas as quintas-feiras.

Quem quiser colaborar com a instituição com parcerias ou doações pode entrar em contato pelos telefones 99703-8943 ou 99620- 1663. A sede da Ong fica na rua Enedina Martins Pereira, nº 61, bairro Vila Sônia.

SAÚDE DA FAMÍLIA - O setor de Atenção Básica de Praia Grande dispõe de 27 Unidades de Saúde da Família (Usafas). As ótimas condições estruturais propiciam para aos pacientes e profissionais confortáveis acomodações e estrutura. A Cidade tem mais de 80 equipes do Programa Saúde da Família e cobre 100% da população.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias