Especial
Baixada Santista bate recorde de novos exportadores
  • Número de empresas que exportou pela primeira vez cresce 82% na região, passando de 28, em 2015, para 51 em 2016
  • No total, foram registradas 185 empresas exportadoras na região em 2016

O ano de 2016 foi marcado por uma intensificação nas ações de apoio às exportações pelo Governo do Estado de São Paulo, o que resultou em um aumento de 82% na quantidade de empresas da Região Administrativa de Santos que enviaram seus produtos ao exterior pela primeira vez com relação ao ano anterior. Foram 51 empresas arriscando-se no comércio internacional contra apenas 28 em 2015, somando um total de 185 exportadores no ano de 2016.

Só em Santos o número de novos exportadores chegou a 40, um aumento de 82% com relação aos 22 do ano anterior. A cidade registrou, assim, um total de 137 empresas exportadoras em 2016, crescimento de 10% em relação a 2015.

Os dados fazem parte de um estudo elaborado pela Investe São Paulo, a agência de promoção de investimentos e competitividade ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo (Sdecti), com base em informações disponíveis no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).

São números que refletem uma realidade tendência do Estado como um todo, que registrou aumento de 126,1% na quantidade de empresas que exportaram pela primeira vez em 2016, saltando dos 889 registrados em 2015 para 2.010.

“Nós já tínhamos a ideia de estender nosso escopo de serviços de incentivo à competitividade com atendimento de empresas que querem internacionalizar-se e a disseminação da cultura exportadora. Nossas projeções apontavam para uma desvalorização do câmbio e de uma desaceleração do consumo interno. A quantidade de empresas que passaram a exportar confirma que lançamos o programa na hora certa”, afirma o diretor da Investe SP, Sérgio Costa, referindo-se ao SP Export.

Realizado por meio de convênio com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) firmado já em 2015, o SP Export envolve todo um conjunto de ações para ajudar a aumentar o número de exportações no Estado de São Paulo, com foco principalmente nas pequenas e médias empresas.

Foram realizados em 2016, por exemplo, três edições do Poupatempo do Exportador, que somaram mais de 200 atendimentos in loco a empresas de diversas regiões; a inclusão de 90 empresas no Projeto de Extensão Industrial Exportadora (Peiex); 16 palestras e workshops que registraram mais de 2.400 presenças; e duas missões comerciais ao exterior envolvendo os países Peru, Colômbia e Argentina, com a participação de mais de 200 empresários.

Perfil

O estudo também revelou que quase todas essas empresas paulistas que ingressaram no mercado internacional realizaram remessas de até US$ 1 milhão: 93,6% das brasileiras (4.537) e 95,4% das paulistas, que representaram 42,3% (2.010) do total das exportações nesse valor dentro do País.

“O quadro reflete um dos ensinamentos que procuramos passar às empresas, que é o fato de que é sempre interessante começar a exportar aos poucos. Nossa expectativa, inclusive, é que o ano de 2017 feche com um número mais expressivo de empresas que fizeram remessas maiores, tendo debutado em 2017”, explica Costa.

O número total de empresas exportadoras também aumentou consideravelmente em 2016, alcançando a maior variação percentual já atingida desde 2001.  Foram 11.048 empresas exportadoras registradas em 2016 contra 10.289 em 2015, ou seja, 7,3% a mais. Em Santos, o aumento no total de exportadores foi ainda maior: o número saltou de 186 para 169, ou seja, 10%.

A mesma tendência foi observada na Região Administrativa de Santos. Houve um crescimento de 9% no total de empresas exportadoras registradas em um ano, saindo de 170, em 2015, para 185, em 2016.

“O aumento refletiu diretamente no total registrado para o Brasil como um todo, já que 74% das empresas que exportam são paulistas. Isso mostra o acerto da política do Governo do Estado em incentivar ainda mais as exportações”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, o vice-governador Márcio França.

Sobre a Investe SP

A Investe São Paulo - Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, é a porta de entrada das empresas que pretendem se instalar no Estado ou expandir seus empreendimentos.

A Agência fornece, gratuitamente, informações estratégicas que ajudam os investidores a encontrar os melhores locais para seus negócios, prestando assessoria ambiental, tributária e de infraestrutura, facilitando o relacionamento das empresas com instituições governamentais e concessionárias de serviços públicos. Tudo isso com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico e a inovação em São Paulo.

Outra importante missão da Investe SP é incentivar as exportações de pequenas e médias empresas, também de forma gratuita. Ainda estão sob as atribuições da Agência prospectar novos negócios para o Estado ao redor do mundo, recepcionar delegações estrangeiras e promover a imagem de São Paulo no Brasil e no exterior como principal destino de empresas na América Latina.

Para mais informações, acesse www.investe.sp.gov.br.

 
Porto das Artes leva teatro às escolas municipais

Os alunos do curso de teatro da escola municipal Porto das Artes traz, ao longo do ano, uma programação repleta de artes cênicas para as unidades de complementação educacional da Secretaria de Educação (Seduc). O Teatro Itinerante acontece nesta terça-feira, dia 18, na unidade Educacional Eduardo Gonsalves do Barreiro, às 9h e às 14h30.

Localizada no segundo piso do complexo cultural Porto do Saber, a Escola Municipal Porto das Artes oferece aulas de musicalização, dança, teatro e violão para estudantes do Ensino Fundamental das redes pública ou privada. As aulas ocorrem no contraturno escolar, de segunda a sexta-feira, e fazem parte do programa SuperEscola. O endereço é avenida São Paulo, 900, no Boqueirão (ao lado do Hospital Irmã Dulce). Mais informações pelo telefone 3591-7845.

Confira a programação das próximas apresentações nos períodos manhã, das 9h às 11h, e tarde, das 14h30 às 16h30.

27 de agosto - EM Natale de Lucca

24 de setembro - EM Sônia Marise Domingues

22 de outubro - EM Antonio Peres Ferreira

29 de outubro – EM Carlos Eduardo Conte de Castro

19 de novembro – EM 19 de Janeiro

26 de novembro – EM Hilda de Carvalho Guedes

 
Evento reúne esporte, música e arte neste final de semana

Atrações de arte, cultura, música e esporte tudo em um único lugar. Este é o segundo Free Session, que acontece neste sábado e domingo, dias 11 e 12, a partir das 9h, na Casa da Frontaria Azulejada, localizada na rua do Comércio, nº 93, Centro, Santos. O público poderá conferir as ações na pista de skate, oficina e roda de capoeira, exposição fotográfica, parede de alpinismo, entre outras.

Entre as atividades musicais confirmadas está a participação do Dj Jogado, presente nos dois dias, da banda Cartel Sob Efeito, banda Crias da Baixada, grupo Free Side e, para encerrar a programação no domingo, a banda Conexão Baixada. Haverá ainda, neste dição, duas sessões de cinema, uma no sábado, às 15h, com o filme Minds in Water, e outra no domingo, às 12h30, com o longa-metragem Lost & Found.

Segundo o organizador do evento, Leonardo Branco, é esperado mil pessoas em cada dia. “Este festival tem como objetivo divulgar e incentivar a prática esportiva e reconhecer personalidades que fazem pelo desenvolvimento do esporte e do social da região.”

Os convites podem ser obtidos nos sete pontos de troca, por meio da entrega de dois litros de leite em pó, que serão doados para o Fundo Social de Solidariedade de Santos. O evento tem o patrocínio da Fundação Arquivo e Memória de Santos e o apoio de Alma Surf, Urban Surf, Raglan Surf Shop, Island Boards, Evolution Skate Shop, TR Pilates, Rock Show e deputado estadual Luciano Batista. Mais informações no site http://festivalfreesession.wix.com/ascarvi-psv.

 

 

 

Gazeta do Litoral
10:33  Quinta-feira
9 de Maio de 2013

 

 
Região conta com 376 vagas para educadores do Escola da Família

Estão abertas as inscrições para o projeto Bolsa Universidade. São 376 vagas para estudantes universitários da região interessados em atuar como educadores no programa Escola da Família em escolas estaduais. Para se inscrever, o aluno deve se cadastrar no site do programa até o dia 12.

Na Baixada Santista, a diretoria de ensino de Registro conta com 25 vagas e a de São Vicente, com 33. O maior número de oportunidades está na diretoria de ensino de Santos, que conta com 318 vagas. No Estado, mais de 7.957 alunos universitários poderão se beneficiar com o programa.

Para se candidatar é preciso estar matriculado em uma instituição de ensino superior conveniada ao programa, não receber nenhuma outra bolsa, financiamento ou similar proveniente de recursos públicos e ter disponibilidade de horário aos finais de semana.

A inscrição, bem como a relação das vagas, universidades conveniadas e regulamento do programa estão disponíveis no site do programa (http://escoladafamilia.fde.sp.gov.br). Os candidatos selecionados iniciarão as atividades em maio.

O estudante contemplado receberá bolsa integral de seu curso, custeada pela Secretaria da Educação estadual, que arca com o valor de 50% da mensalidade, desde que não ultrapasse R$ 310, e pela instituição de ensino, que completa o restante da mensalidade. Em contrapartida, o universitário atuará como educador, aos sábados e domingos, em uma unidade participante do Escola da Família, auxiliando no desenvolvimento das atividades previstas pelo programa.

Para mais informações, o interessado pode entrar em contato com a Central de Atendimento da Fundação para Desenvolvimento da Educação (FDE) pelo telefone 0800 777 0333 ou pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, necessita do Javascript ativado para ser visualizado .

ESCOLA DA FAMÍLIA – O programa Escola da Família é desenvolvido pela Secretaria de Educação do Estado e visa promover a integração de crianças, jovens, adultos e idosos com um trabalho que sociabiliza, diverte e educa. Por meio do programa, as unidades escolares da rede pública de São Paulo são abertas aos sábados e domingos à comunidade local, para atividades voltadas ao esporte, à cultura, à saúde e ao trabalho, os quatro eixos do programa.

 
Mancha Verde Baixada vence o Carnaval da Família 2013

Com 178,6 pontos, a grande campeã do Carnaval da Família de Praia Grande em 2013 foi a Mancha Verde Baixada, que desfilou pelo Grupo Especial já na madrugada de quarta-feira, dia 13, com o enredo Uma viagem encantada pelo folclore brasileiro. Em segundo lugar, ficou a Folia 99, com 177,4 pontos.

Segundo o presidente da agremiação vencedora, Luiz Cruz, o título vem coroar o esforço da escola ao longo do ano. “Estou muito feliz, começamos um projeto lá atrás, após termos ficado em segundo lugar no ano passado, levantamos a cabeça e conseguimos trazer pelo menos 80% para a avenida, resultando na vitória”, comentou. “Quero agradecer toda a minha comissão de carnaval pelo belo trabalho realizado neste ano.

Este é o bicampeonato da Mancha Verde Baixada. A escola de samba foi campeã do Carnaval da Família em 2010. Entre as dificuldades enfrentadas no ano passado pela agremiação, houve um incêndio no depósito onde estava todo material para alegorias, com um prejuízo de aproximadamente R$ 15 mil.

Ainda pelo Grupo Especial, a escola de samba rebaixada foi a Mocidade Independente Star na Avenida, que totalizou a nota mais baixa – 135,9, retornando ao Primeiro Grupo. Neste ano, somente uma agremiação será rebaixada e duas sobem para o Grupo Especial, fazendo com que os dois fiquem com sete escolas cada grupo.

GRUPO DE ACESSO – A vencedora do Primeiro Grupo foi a Escola de Samba Unidos da Vila do Sapo, com 88,4 pontos, após apresentar o enredo Os Orixás. Em segundo lugar ficou Acadêmicos de Praia Grande, com 86,2. Ambas desfilarão em 2014 pelo Grupo Especial. Vale destacar que as duas escolas do Primeiro Grupo com as menores notas são penalizadas com a falta da subvenção pública para o próximo carnaval.

De acordo com a presidente da Vila do Sapo, Maria Odete Santos Soares, a vitória tem um gosto muito especial, devido a história da escola de samba, que por muitos anos foi a única a fazer carnaval em Praia Grande. “Não tem como explicar a sensação neste momento, é muita alegria. É o trabalho muito duro, foram brigas e beijos, foi preciso pulso firme para manter o trabalho e chegar à vitória”, relembra. O título foi oferecido em memória do ex-presidente da agremiação por muitos anos, João Carlos Lucena, o Tapioca, já falecido.

 

 

RESULTADO GRUPO ESPECIAL

 

1º lugar       Mancha Verde Baixada          178,6 pontos

2º lugar       Folia 99                                   177,4 pontos

3º lugar       Casa do Mestiço                     177  pontos

4º lugar       Império da Baixada                 176,6 pontos

5º lugar       Amigos do Samba                  176,1 pontos

6º lugar       Moc. Ind. Star na Avenida       135,9 pontos

 

RESULTADO PRIMEIRO GRUPO

 

1º lugar       Unidos da Vila do Sapo                  88,4 pontos

2º lugar       Acadêmicos de Praia Grande        86,2 pontos

3º lugar       Cristal de Praia Grande                   84,1 pontos

4º lugar       Unidos da Ocian                               77 pontos

5º lugar       Favoritos do Forte                            73,5 pontos

6º lugar       João Apolônio Cesac                       70,5 pontos

7º lugar       Unidos da Ilha dos Caieiras             66,9 pontos

8º lugar       Guaratude                                         39,8 pontos

 

 

 

Gazeta do Litoral
10:12  Quinta-feira
14 de Fevereiro de 2013

 
<< Início < Anterior 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias