Gazeta do Litoral


Curso de empreendedorismo feminino está com inscrições abertas em Itanhaém

Objetivo é ensinar noções de empreendedorismo ao público feminino para estimular a abertura do próprio negócio ou aumentar o lucro do trabalho atual

Obter independência financeira é algo que muitas mulheres desejam. Para isso, é preciso força de vontade, determinação, além de conhecimento na área. Pensando nisso, o Fundo Estadual de Saúde (FUNDES) e o PEPISCO (empresa estadunidense de alimentos), em parceria com uma rede atacadista de Itanhaém, realizará o curso ‘Mulheres com Propósito’, cujo objetivo é ensinar noções de empreendedorismo ao público feminino para estimular a abertura do próprio negócio ou aumentar o lucro do trabalho atual.

Para participar, a interessada deverá preencher alguns requisitos: ter idade acima de 16 anos e noções básicas de informática. As inscrições são efetuadas neste link.

A formação, que é realizada com o apoio da Secretaria Municipal de Relações do Trabalho, será dividida em cinco encontros. As participantes poderão integrar as turmas do período da manhã, das 9h às 12h, ou da tarde, das 13h às 16h. Os ensinamentos serão passados nos dias 6, 13, 20, 27 de maio e 3 de junho (às segundas-feiras).

As aulas serão realizadas na avenida Condessa de Vimieiros, nº 1.131, Centro.

Para mais informações basta comparecer ao Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), localizado no Terminal Rodoviário, na avenida Harry Forssell, nº 1.505, no Jardim Sabaúna. O atendimento é realizado de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

 
Crea-SP promove força-tarefa para identificar irregularidades

Fiscalizações acontecem até sexta-feira, dia 26, noLitoral e Vale do Ribeira, tendo os resultados divulgados em junho durante reunião em Praia Grande

Com a intenção de impedir atividades irregulares, ressaltar o valor da categoria e evitar acidentes aos profissionais e a população é que o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-SP) realiza fiscalizações em diversas áreas até sexta-feira, dia 26.

As vistorias começaram na segunda-feira, dia 22, em Peruíbe e Cajamar, fazendo parte da quinta etapa das ações no primeiro semestre. As fiscalizações são realizadas por 20 duplas de agentes fiscais que visitarão simultaneamente cidades do Litoral, Vale do Ribeira e de parte da Grande São Paulo.

Entre os setores avaliados estão áreas de mineração, águas subterrâneas, barragens de contenção e hidrelétricas, indústrias de todos os segmentos (principalmente as vinculadas aos setores de petróleo, alimento, química, farmacêutica, borracha, cerâmica, bebida e agroindústria) e obras como pontes, passarelas, túneis e viadutos, além de estabelecimentos hospitalares.

As empresas que apresentarem alguma irregularidade serão notificadas e terão um prazo de dez dias úteis para tomar as providências e justificar a falha, sendo possível prorrogar o prazo estipulado. Caso a empresa ignore a notificação, o Crea-SP emitirá outro aviso e se nada for resolvido, e nenhuma explicação for apresentada, a empresa poderá ser multada.

De acordo com o presidente do Crea-SP, Vinicius Marchese Marinelli, os trabalhos estão sendo cada vez mais ampliados. “Nos últimos dois anos, já vínhamos fiscalizando algumas dessas atividades, como as dos estabelecimentos de saúde e seus equipamentos médico-hospitalares, além de outras que pudessem prejudicar o meio ambiente como usinas de açúcar e álcool, poços artesianos, aterros sanitários, empreendimentos da área agronômica, entre outros. O que estamos fazendo é a continuidade de um planejamento.”

O gerente regional da 4ª Região do Crea-SP, Arthur Ferreira destaca alguns dos itens avaliados pela região. “São verificados em grande parte os setores de construção civil. Em Peruíbe há registro de empresas que atuam na agronomia, Guarujá tem depósitos de grãos que precisam de engenheiros agrônomos para seres responsáveis, em Praia Grande verificaremos os shoppings já que houve queda de cobertura recentemente, Cubatão o foco será no hospital recém aberto, entre outros.”

Ferreira comenta também que verificam se os profissionais realmente estão capacitados para a atividade que atuam. “Um exemplo é de alguma empresa que faça estacas pré montadas e não tem um engenheiro civil como profissional, ou tem, mas não tem a atribuição, é civil mas a atividade precisaria um engenheiro elétrico”, argumenta.

BALANÇO FINAL - Os resultados serão apresentados durante reunião do Colégio Regional de Inspetores que será realizada em Praia Grande, em 14 e 15 de junho.

De forma simultânea haverá também a quinta etapa do Congresso Regional de Profissionais (CRP), que dá oportunidade aos participantes de apresentarem propostas de acordo com os eixos temáticos para alterações na legislação do Crea-SP. As sugestões mais votadas serão encaminhadas ao Congresso Estadual de Profissionais (CEP) e logo em seguida para o Congresso Nacional de Profissionais (CNP). Os eventos são promovidos a cada três anos pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea). Segundo Ferreira o local do evento será definido em breve.

25/04/2019

Foto: Divulgação/Crea-SP

 
Número de estagiários e jovens aprendizes cresce pelo Brasil

Aumento foi de 23,8% somando 466.157 jovens em estágios

Em busca de aprendizado, chances no mercado e conhecimento na área que deseja seguir, os jovens têm conseguido cada vez mais estágios em empresas pelo País. É o que diz uma pesquisa divulgada pelo Centro de Integração Empresa - Escola (CIEE), que informa que o número de estagiários cresceu 23,8% no Brasil.

O levantamento mostra que os dados foram de 466.157 no primeiro trimestre do ano passado e saltaram para 576.983 no mesmo período deste ano. O estudo informou também que estudantes do sexo feminino são maioria no mercado, respondendo por 65% das vagas ocupadas, com taxa de contratação de 30%.

Segundo o superintendente do CIEE, Humberto Casagrande Neto, dar oportunidades e aumentar a qualidade junto a formação dos jovens é fundamental. “Cerca de 27% da população com até 24 anos está sem emprego no País, pois o jovem é sempre demitido em primeiro lugar e é contratado mais tarde. Os programas de estágio melhoraram na produtividade”, comentou.

A pesquisa mostrou que a média de estagiários por empresa é de 3,06 no Centro Oeste e no Distrito Federal; de 3,84 na Grande São Paulo; de 3,24 no Nordeste; de 3,67 no Norte; de 3,71 no Leste do Interior Paulista; e de 3,38 no Oeste do Interior Paulista. O tempo médio de duração de cada estágio varia de seis e sete meses no Centro-Oeste a sete e nove meses na Grande São Paulo.

Os cursos com maior número de estagiários são Administração, Pedagogia, Direito, Ciências Contábeis, Engenharia Civil e Engenharia de Produção. No último trimestre, os que mais abriram vagas foram Direito, Pedagogia, Administração, Ciências Contábeis, Educação Física e área de Tecnologia da Informação.

Para o superintendente de operações do CIEE, Marcelo Gallo, os principais requisitos que as empresas exigem dos estagiários são conhecimentos em informática (excel, word, power point e windows) e o domínio do inglês. Os traços comportamentais, no entanto, são os diferenciais mais observados durante um processo seletivo, sendo valorizados os trabalhos em equipe, a versatilidade, a boa comunicação e a facilidade para lidar com adversidades. “A empresa pode oferecer os cursos, mas os aspectos comportamentais são mais difíceis de moldar na pessoa.”

MAIS CRESCIMENTO – Os dados afirmam ainda que a aprendizagem, outra modalidade de trabalho voltada para jovens entre 14 e 24 anos, sendo a maioria (68.8%) formada no ensino médio, apresentou alta de 39,5%, passando de 109.966 postos no primeiro trimestre do ano passado, para 153.452 no mesmo período neste ano. Entre os aprendizes, o índice de contratação é de 25%.

25/04/2019
Foto:Divulgação

 
Prefeitura de PG busca parcerias para acabar com alagamentos

Reunião realizada na terça-feira, dia 16, debateu ações em parceria com a Sabesp e DAEE

Com objetivo de dar continuidade aos trabalhos realizados na construção, reparo e urbanização dos canais de Praia Grande, além de buscar soluções aos alagamentos na Cidade, a Prefeitura firmou parceria com a Sabesp junto do Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado (DAEE).  

Para discutir os assuntos e acertar possíveis ações conjuntas, uma reunião foi realizada no Paço Municipal, na terça-feira, dia 16, momento em que o prefeito Alberto Mourão solicitou aos representantes dos órgãos a execução de serviços em canais dos bairros Vila Sônia, Princesa e Sítio do Campo. “Temos ansiedade de resolver os problemas e beneficiar a população. Esta parceria é para o enfrentamento de questões relacionadas à macrodrenagem, são áreas que o DAEE conseguirá acelerar os processos. A proposta da Cidade é que a Sabesp repasse os recursos das obras, que seriam executadas pelo próprio DAEE”, afirmou.

Entre os trabalhos pedidos pela Administração Municipal há o entroncamento dos canais DER com o do Vila Sônia. Mourão informou que é necessário adentrar em área de mangue para efetuar o desassoreamento dos equipamentos, aumentando, desta forma, a fluidez do volume de água.

Outros trabalhos debatidos foram o desassoreamento, alargamento e retificação de dois canais que ficam no fundo do Princesa melhorando o fluxo da água que encontra o rio, além da construção de um outro canal paralelo. As ações devem levar a solução de problemas de alagamentos no local. Para esta região ainda está previsto no planejamento da Sabesp a efetuação da rede de esgoto.

Já no Sítio do Campo a proposta é refazer duas comportas e seguir com as obras no canal dos Japoneses. O chefe do Executivo acredita que com as ações o impacto pela influência das marés será minimizado. “O DAEE pode colaborar para que consigamos as licenças ambientais, além da tecnologia nos serviços. Logo essas obras serão executadas, tendo os problemas de alagamentos e as influências das marés nessas três regiões resolvidos”, comentou Mourão.

Para o superintendente da Sabesp na Baixada Santista, Sérgio Bekerman, a próxima etapa dos trabalhos será um levantamento do DAEE dos custos dessas intervenções propostas pela Prefeitura. “Após a análise deste levantamento e outras etapas legais, as obras começarão, o que deve acontecer nos próximos meses.”

Segundo o gerente da Engenharia do DAEE, Sílvio Luiz Giudice, o setor definirá também os métodos executivos com relação ao licenciamento desses serviços. “No início de maio os trabalhos de vistoria e análise das ações em campo já terão início.”    

A reunião teve ainda a presença de representantes das secretarias municipais de Obras Públicas (Seop), Serviços Urbanos (Sesurb) e de Meio Ambiente (Sema).

22/04/2019

Divulgação/PMPG

 
Camicado inaugura loja no Litoral Plaza Shopping

Nova loja apresenta tendências para casa e decoração

Os clientes do Litoral Plaza Shopping poderão visitar mais um loja que foi inaugurada na terça-feira, dia 16: a Camicado. A loja, de casa e decoração chegou ao empreendimento com um projeto que segue o novo layout da marca, com uma sessão voltada para o atendimento de listas de presentes de noivas e espaço gourmet.

O espaço gourmet, dispõe de cozinha funcional e equipamentos para oferecer dicas e preparar receitas, além de ser o espaço ideal para degustações e cursos.

“Essa nova loja acompanha o plano de expansão da marca. Nosso objetivo é sempre levar para os clientes o que há de mais novo. Valorizamos a qualidade dos produtos, trazemos referências da moda em cores e estampas seguindo as tendências da decoração e do momento”, comenta André Oliveira, gerente geral da Camicado.

Com 110 unidades distribuídas pelo Brasil, a Camicado está presente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Maranhão, Rondônia, Pará, Amazonas, Bahia, Sergipe, Ceará, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

“O Litoral Plaza está em plena fase de expansão e a chegada de uma unidade da Camicado fortalece nosso mix de lojas e oferece mais opções para os clientes de toda a Baixada Santista. Sem dúvida será uma operação que encantará nossos consumidores e temos certeza que será um grande sucesso!”, ressalta o gerente geral do empreendimento, Martinho Polillo.

O Litoral Plaza Shopping fica na avenida Ayrton Senna da Silva, nº 1511. Mais informações pelo telefone 3476-2000.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias