Evento sobre arte e cultura negra reúne cerca de 500 participantes

Valorizar a arte e cultura negra. Com esse objetivo, a escola municipal Antonio Rubens Costa de Lara realizou, nesta sexta, dia 23, uma exposição fotográfica e apresentações culturais que envolveram cerca de 500 pessoas, entre alunos e familiares. As atividades fizeram parte do projeto da unidade escolar denominado "Negro Lindo Anjo".

"Ficamos muito felizes, pois conseguimos atingir o objetivo de todos conhecerem mais a cultura africana, para quem sabe um dia o mundo tenha menos preconceito e mais respeito pela diversidade”, disse a pedagoga comunitária e idealizadora do projeto, Juliana de Carvalho.

Os participantes do evento puderam conferir uma exposição fotográfica realizada com 24 pessoas, entre alunos, familiares e funcionários, que atuaram como modelos para as fotografias. "As fotos foram realizadas na própria escola, sendo usadas como imagens de fundo paisagens da Cidade, cedidas pela chefe de Seção de Ação Cultural da Sectur, Maria de Lourdes Marzolek Bueno, que também ajudou na caracterização dos modelos, com roupas e acessórios africanos", explicou a pedagoga.

Alessandra Maria de Paula Garcêz, mãe de dois alunos da unidade escolar e que também participou como modelo para o ensaio fotográfico, destacou a importância do evento. "Adorei o projeto, pois foi uma forma de valorização de nossa cultura. Estou lisonjeada de ter participado", disse. Além de posar para as fotografias, os modelos participaram de desfile realizado durante o evento.

Para a funcionária da unidade escolar Denise Ferreira de Araújo de Andrade, o projeto foi uma ação inteligente. "Gostei muito do evento, do desfile, achei tudo bastante criativo, além de uma ação muito importante, que permitiu lembrarmos-nos de nossas raízes", afirmou.

O evento contou ainda com apresentações culturais realizadas pelos alunos que homenagearam personalidades negras do esporte e das artes, como Pelé, a jogadora de futebol feminino Marta e o escritor Machado de Assis. A pintora Tarsila do Amaral, que retratava a cultura negra em suas obras, também foi lembrada.

Além disso, os estudantes fizeram apresentações musicais, onde cantaram e dançaram "Negro Gato", "Liberdade, liberdade", "Pérola Negra" e "Waka Waka", em homenagem à “mãe África”. Houve ainda apresentação de capoeira e da bateria da escola de samba Casa do Mestiço.





Fonte: DeCom/PMPG
09:46  Segunda-feira
Praia Grande, 26 de novembro de 2012 

 

Ecovias

ecovias