Companhia de Dança conquista medalhas em festival nos EUA

 O conjunto "Implexis" garantiu a 2º colocação com a prata no Festival Valentina Kozlova

A Cia de Dança de Cubatão se consagrou como uma das equipes mais premiadas do Festival Valentina Kozlova, em Nova York, com seis medalhas entre ouro, prata e bronze. Nesta competição foram mais de 300 coreografias inscritas e 38 classificadas para a Gala, que é a noite de premiação. 

O dueto Apenas, interpretado pelos bailarinos Jey Santos e Yasmin Matos, ficou com o 1º colocação na categoria, levando medalha de ouro. O conjunto Implexis garantiu a 2º colocação com a prata. Nesta formação, além de Jey e Yasmin, participaram os bailarinos Beatriz Pinheiro, Claudionor Alves, Isabela Maria, Isabella Oliveira, Karyne Dantas e Raphael Santos.
Mesmo com o ótimo resultado, a diretora artística da Cia afirma que dançar no coração de Nova York já foi um grande sonho realizado pelos artistas. “É realmente incrível perceber aonde chegamos. E sabemos o quanto batalhamos para estar aqui. A participação no Festival, as medalhas, o reconhecimento de todo trabalho que temos feito com tanto carinho, tudo é prêmio. Estamos imensamente felizes”, disse Vanessa Toledo, que coordena a equipe.
As coreografias solo também receberam prêmios: medalhas de bronze para Efêmero, interpretado por Yasmin, e para Por quê?, dançado por Jey. A bailarina Flávia Sá, que criou as quatro montagens classificadas pro festival também conquistou medalhas, sendo prata em Implexis e bronze em Apenas. Desta vez, a Cia apostou em montagens intimistas de Dança Contemporânea, mostrando a versatilidade da equipe. O Valentina Kozlova é um dos festivais mais reconhecidos do planeta.
Para chegar até os EUA, a Cia de Dança de Cubatão contou com apoio da Prefeitura e da empresa Top Viagens para concretizar o sonho artístico e, desde o início do ano, realizou ações como festas, workshops, apresentações, rifas e livro-ouro para arrecadar a verba.
Os bailarinos ainda fizeram aulas em locais como o Broadway Center, escola formadora de bailarinos e atores para musicais; participaram de oficinas com nomes como Sheila Barker e Slam, ex-bailarino de Madonna; conheceram várias escolas de dança, viram musicais, espetáculos da Broadway e até experimentaram alguns passos na Times Square. Antes de ir embora de volta para Cubatão, a equipe também teve a oportunidade de dançar, no Central Park, o coração de Nova York.

Danielle Martins

 

Ecovias

ecovias