Escolinha de Rugby leva atividades gratuitas aos jovens de PG

Em cerca de um mês, o local já conta com 15 alunos de 7 a 17 anos

A Escolinha de Rugby aberta há cerca de um mês no bairro Samambaia, em Praia Grande, está chamando a atenção dos jovens de 7 a 17 anos do Município com atividades gratuitas todos os sábados.

A iniciativa da Associação Rugby de Praia Grande (ARPG) em parceria com o time Armada Rugby, ao criar um local específico para o esporte tem a intenção de levar o conhecimento da modalidade, que ainda é pouco divulgado pelas ruas praia-grandenses. 

 Para o organizador das atividades, Renato Lapetina, o interesse tem sido recíproco e de modo rápido. “Este é o primeiro mês da escolinha. Começamos com três crianças e hoje estamos com 15. É muito bacana saber disso porque acompanhamos a aprendizagem delas no esporte. Nos exercícios, eles misturam futebol americano com rugby, para terem noção de como funciona e tudo para eles é uma diversão”, comentou.

Lapetina afirmou que por ser um esporte considerado ‘agressivo’, as primeiras aulas são apenas para que os jovens se familiarizem com o esporte. “É tudo muito lúdico, sem contato físico. O contato mesmo só vem depois de uma certa idade, momento em que se aprende a tacklear [modo de impedir que o jogador pegue a bola] e fazer um scrum [usado após uma jogada irregular ou penalização para que oito jogadores das duas equipes fiquem uns contra os outros]”, esclareceu. 

Os aprendizados são divididos entre as idades. Até os 16 anos ensinam o modo de correr, passar a bola, como manipulá-la e a partir dos 17 anos já se treina a força. Lapetina informou que assim que o aluno estiver preparado, há grandes possibilidades de se entrar no time oficial, o Armada Rugby, para disputar de fato e treinar no atual campo do time em São Vicente. “Já temos dois garotos de 18 e um de 22 anos que estamos preparando para começar no desenvolvimento de São Vicente. Pretendemos realizar chamadas automáticas de acordo com o desenvolvimento do jovem. Na escolinha, damos o básico, não adianta querer colocar um menino para jogar oficialmente porque envolve muitas técnicas e, ao invés dele se apaixonar, não saberá o que fazer e vai parar. É preciso ensinar corretamente para que ele se adapte ao ambiente e não queira sair mais”, explicou. 

As inscrições são gratuitas, e para realizar a matricula basta ir ao local das práticas. As aulas ocorrem todos os sábados, das 9 às 12 horas no Campo do Esporte Clube Cristal que fica na avenida das Castanheiras, 265 no bairro Samambaia.

Larissa França

2017-09-26 14:21:13

 

 

Ecovias

ecovias