Festival Prancha Oca Feminino traz evento exclusivo para mulheres

Neste fim de semana ocorreu a primeira edição do ‘Festival Prancha Oca Feminino’, evento de longboard voltado somente para este público na praia do José Menino, em Santos. LATERAL Festival Oca

Foram realizadas seis baterias no sábado, dia 30 e seis no domingo, dia 1º de outubro sem intenções competitivas. O acontecimento reuniu 150 atletas de diversos estados brasileiros, entre eles Rio de Janeiro, Santa Catarina e Pernambuco.

Dentre as participações, o festival contou com a presença da campeã brasileira de longboard, Allar Cinti, que para ela o evento foi de grande relevância, já que a modalidade ainda é considerada masculina. “Foi importante para as mulheres e tinha que ser aqui, onde o esporte começou, no mar dos pioneiros”, comentou a carioca.

Segundo a organizadora do evento, Isabela Panza, o resultado foi satisfatório. “O que prevaleceu durante todo o festival foi a cultura do surf. As meninas que vieram de fora ficaram com uma imagem muito boa de Santos e conseguimos ter o espírito polinésio havaiano neste fim de semana”, relatou.

Após o evento, os responsáveis pela Escola Radical de Surf do município Cisco Araña e Carlos Mudinho leiloaram uma prancha do esporte que criaram. O lance vencedor foi de R$ 3 mil, valor que será revertido à escola para a compra de equipamentos.

Todas as inscritas ganharam medalhas e camisetas como premiação. O Festival Prancha Oca de Longboard Feminino foi realizado pela Secretaria de Esportes (Semes) da cidade com organização.

 

Crédito: Divulgação 

Larissa França

 

Ecovias

ecovias