Giulie Cirillo ganha dois ouros e um bronze em disputas na Capital

Atletaencerra as disputas de 2017 com 14 medalhas, oito ouros, três pratas e três bronzes

 

A cada ano que passa, a maioria das pessoas tenta de alguma forma alcançar os objetivos estipulados e buscam melhorar progressivamente.

Um exemplo disso é a atleta de caratê, Giulie Cirillo, de 13 anos, que para encerrar as competições de 2017 ganhou dois ouros e um bronze em competições realizadas no fim de semana, dias 9 e 10 de dezembro.

Com ambos os eventos ocorridos na Capital, o primeiro ouro obtido foi no sábado durante a quarta edição do Torneio dos Campeões, evento realizado pela Federação Paulista da modalidade, onde reuniram os lutadores que mais se destacaram no Estado. No domingo, encarou o Internacional Zunbu-Kai Organization – IZO, onde ganhou um ouro e um bronze.    

Mesmo com algumas modificações ao longo deste ano, como a mudança de academia e alteração de faixa, a lutadora conseguiu um total de 14 medalhas, dentre elas oito ouros, três pratas e três bronzes e participou pela primeira vez de campeonatos como o Brasileiro e o Pan-Americano de caratê.

Para a mãe, professora e ex-atleta da modalidade, Simone Cirillo, a carateca se adaptou rapidamente aos fatos ocorridos. “Com as mudanças ela começou a treinar em março e levou um tempo para que voltasse a ter confiança. Senti que só no meio do ano realmente estava preparada. Depois da volta do Pan-americano ela está com outra cabeça, já sabendo o que realmente quer e de lá pra cá evoluiu bastante.”

Segundo Simone, além das alterações realizadas na carreira esportiva de Giulie, no próximo ano a jovem mudará de categoria. “Mesmo tendo 13 anos, irá para a de 14 e 15. É um desafio ainda maior porque são meninas mais velhas e experientes. Por isso ela competiu em tudo que pode esse ano para estar mais preparada em 2018”, comentou. A substituição ocorre pois a lutadora completa 14 anos em agosto e se quiser lutar no próximo Campeonato Brasileiro já precisa de adequar.  

SEM PARAR – Após as duas últimas lutas, a garota só volta a treinar na primeira semana de janeiro. Enquanto os treinos não se iniciam para uma nova fase da carreira de Giulie, ela se dedica em outros locais, como a dança e sapateado que pratica no Porto das Artes.

 

 

No dia 6 realizou apresentações de sapateado e dança no Palácio das Artes (PdA) e está treinando para um espetáculo em homenagem ao aniversário de Praia Grande no dia no dia 19 de janeiro. Simone diz ainda que as atividades auxiliam no desempenho da adolescente no caratê. “É uma diversão que ajuda na flexibilidade e nos alongamentos.”

A atleta treina na com o professor Rodrigo Inácio, na academia Gladiators, e na Fábrica de Esportes, com o Fernando Antunes.  

Larissa França

 

 

 

 

 

Ecovias

ecovias