Ônibus intermunicipal e VLT terão reajuste na tarifa

Novos valores vão ter uma variação média de 2,11%, abaixo do IPC

Não será só o transporte público de algumas cidades da Baixada Santista que receberam aumento nas tarifas neste início de ano, como Praia Grande, Cubatão e Santos. A partir do dia 16 janeiro os ônibus intermunicipais e o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) também terão reajuste na passagem.

A informação foi divulgada na quinta-feira, dia 11, pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), com divulgação pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado (STM).

As novas tarifas começam a vigorar a partir da data mencionada com uma variação média de 2,11%, abaixo do IPC-FIPE (Índice de Produtos ao Consumidor), que chegou a 2,44% no último ano. A passagem do VLT passará de R$ 4,05 para      R$ 4,20 e os valores dos ônibus intermunicipais vão variar de acordo com a linha e seu trajeto. Até o fechamento desta edição, sexta-feira, dia 12, os valores ainda não estavam disponíveis, mas, segundo a EMTU as tarfias podem ser consultadas pelo site www.emtu.sp.gov.br.

Segundo a EMTU, as principais causas do reajuste se devem ao aumento de 12% no combustível.  Para a elevação se levou em conta também o crescimento entre 4% e 4,5% do custo na mão-de-obra, ou seja, com o salário dos funcionários da empresa, da manutenção dos veículos de 5%, além da inflação acumulada no período e de cláusulas contratuais com o Consórcio BR Mobilidade.

Para a estudante Bruna Santos Dias. que utiliza o transporte diariamente para ir a faculdade. a notícia foi vista de maneira negativa. “Não sabia que vai aumentar. Acho um absurdo, os ônibus não tem qualidade. Além de estarem lotados sempre, tem baratas. Uma vez estava indo para a faculdade em horário de pico e o motorista parou porque o ônibus tinha várias. Uso o passe livre para a passagem, mas quando acaba tenho que pagar. Pode ser alguns centavos mas isso acaba pesando no fim do mês”, comentou.

 Mesmo com passe livre como Bruna, a estudante Ana Letícia Telles utiliza o ônibus não só para os estudos e também pelo fato do namorado morar em Santos e aos fins de semana paga a tarifa para visitá-lo. “Isso é horrível, já estava R$ 4,40 e vai subir mais ainda, é um descaso.”     

O aumento nas tarifas dos transportes intermunicipais que realizam viagens rodoviárias no Estado também foi aplicado desde o dia 2 deste mês com reajuste de 3,32% autorizado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), após 18 meses sem aumento.

 

 

Ecovias

ecovias