Cícero Hulk luta pela primeira vez fora do Estado


Em um ano e oito meses no jiu-jitsu, o atleta já possui mais de dez medalhas

“Só é possível aquilo que me interessa”. Foi com esse lema que o atleta de jiu-jitsu de Praia Grande, Cícero Ivanildo dos Santos, de 32 anos, conhecido também como Cícero Hulk, superou seus medos e ultrapassou obstáculos. No próximo dia 15, o lutador mostrará o talento que possui durante a primeira competição fora do Estado. A disputa será por uma medalha no Curitiba Fall International Open IBJJF Jiu-Jitsu Championship, no Paraná.

Atualmente Hulk está na categoria adulta, leve, até 75 kg. O pernambucano que veio para a região há 16 anos em busca de melhores oportunidades, não imaginava que um dia competiria na modalidade. “Tudo começou quando meu amigo que lutava MMA me levou para fazer uma aula. Eu não queria, mas ele insistiu e me arrumou um quimono. Fiz uma aula, duas e comecei a me interessar. Quatro meses depois disso competi pela primeira vez no Guarujá e venci. Depois não parei mais”, relembra.

Mesmo com um ano e oito meses na arte marcial, já coleciona mais de dez medalhas em competições, incluindo a tradicional XI São Vicente Open de Jiu-Jitsu; o Mundial Natural Submission Fight NOGI 2018 que ocorreu em São José dos Campos e o Pan-Americano da modalidade que foi no início de março.

Mesmo com a vida de um morador comum em uma gráfica da Cidade, Hulk não passa despercebido graças a sua dedicação e conforme o próprio atleta, esse é só o começo. “Sinceramente não esperava isso, principalmente que comecei depois dos 30. Na minha faixa etária, o pessoal já luta em categoria máster que é mais sossegado. E não me vejo desta forma, tanto que meus amigos pararam e eu continuei”, diz.

“Em novembro de 2017 fui graduado para a faixa azul. Em menos de uma semana nela já fui competir e fiquei em segundo lugar. Normalmente esperam ter experiência, mas não me apego em perder ou ganhar, o importante é estar ali competindo. Se não tentar, não dá para saber”, comenta o atleta.

O apelido Hulk surgiu na antiga equipe em que treinava. “Foi pela força, explosão e sempre me saía bem nas competições, nisso o pessoal começou a me chamar assim.”

ROTINA - Seu dia a dia se divide entre levar os três filhos à escola, trabalhar e treinar na musculação, no jiu-jitsu e ainda no wrestling (luta olímpica). Para ele, a modalidade agrega muito na luta sem quimono. “Ajuda no treinamento físico e nos golpes, normalmente faço por cima, que o pessoal chama de passador, e auxilia nisso também. Para alcançar minha meta é preciso ser muito bom na luta agarrada e quanto mais conhecimento, experiência e treinamento eu tiver, melhor.”

Hoje o sonho do lutador é disputar o Abu Dhabi Combat Club Submission Wrestling World Championship (ADCC), realizado na capital dos Emirados Árabes Unidos e considerada a maior competição da modalidade.  

Após a luta no estado paranaense, Cícero Hulk participará ainda do Bahia Fall que será em 20 de maio, ambas realizadas pela Confederação Brasileira do esporte.

Para acompanhar o atleta nas redes sociais, a página no Facebook está como Cicero hulkc e o instagram @cicero_hulk_oficial.

Ele tem apoio da Sabor Integral, Duas etapas Corretora seguros, Fisiocardio Santos, Academia Akadia, New Star Fitness, MF Suplementos e Equipe PesãoBjj e faz vaquinha eletrônica para conseguir ajuda nas passagens e alimentação durante as disputas.

 

Larissa França

 

Ecovias

ecovias