Estudo aponta que Doria avançou em 24 das 53 metas

Rede Nossa São Paulo aponta que Assistência Social foi o eixo mais desenvolvido

Um balanço do Programa de Metas, realizado anualmente pela Rede Nossa São Paulo, entidade que reúne 700 organizações da sociedade civil, aponta que no primeiro ano de gestão, o ex-prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) - atual pré-candidato a governador -, avançou em 24 dos 53 objetivos do Programa de Metas, plano traçado para ser implantado pela Administração Municipal entre 2017 e 2020. Na média geral, de janeiro a dezembro de 2017, a Prefeitura tirou do papel em média 20% dos objetivos traçados.

Os resultados da pesquisa foram apresentados na terça-feira, dia 17, na Câmara da Capital. Além das organizações que formam a Rede Nossa São Paulo, participam também o Instituto dos Arquitetos do Brasil, a ONG Cidade dos Sonhos, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), o Instituto Polis e o Fundo das Nações Unidas Para a Infância (Unicef).

Ao todo, 20 metas do Programa foram iniciadas e apresentam resultados parciais e quatro metas já foram concluídas. Ainda de acordo com o levantamento, das 20 metas que apresentam resultados parciais, a média de execução é de 32%. E dessas, 14 metas estão abaixo de 50% de execução, cinco metas estão entre 50% e 75% de execução e uma está com mais de 75% de execução.

O secretário municipal de Gestão, Paulo Uebel, diz que o balanço é positivo. Ele questiona, porém, a metodologia aplicada. “O balanço só considera em andamento uma meta que já tem resultados divulgados. Isso não está correto. Em todas as metas existem ações em andamento”, afirma.

O programa de metas anterior, do ex-prefeito Fernando Haddad (PT), apresentava detalhes do processo de andamento das metas, com percentuais de execução. No modelo criado por Doria, são apresentados os valores absolutos no site do Planeja Sampa, plataforma utilizada pela gestão municipal para disponibilizar dados.

Embora o Programa de Metas informe publicamente que 29 metas não foram iniciadas, Uebel garante que há ações em andamento que não são divulgadas. Com o resultado do balanço da Rede Nossa São Paulo, Uebel admite que é preciso melhorar a comunicação do Planeja Sampa e diz que serão feitos ajustes na plataforma. “Vamos tornar ainda mais claro e facilitar para as pessoas utilizarem esta ferramenta, que é muito útil para controle social e transparência. Vamos permitir a busca de projetos e ações que já estão em andamento para não dar a impressão incorreta de que uma meta. Todas as metas estão em andamento, mesmo aquelas que ainda não tiveram resultados divulgados”, explica.

ÁREAS - Quando analisado o cumprimento de metas por áreas, destacam-se a Assistência Social, com 80%; Meio Ambiente, com 55%; e Cultura, com 37%. Entre as que menos evoluíram estão Saúde, que alcançou 11% de realização, Habitação, com 8%, Mobilidade, com 9%; e, por fim, Educação, com 5%.

 

Ecovias

ecovias