Projeto amplia efetivo aos fins de semana e feriados

Ainda não foi definido o número de policiais que virá a Baixada Santista aos finais de semana para reforçar a segurança pública

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, na terça-feira, dia 15, o Projeto de Lei nº 1.379/15, que prevê a implantação permanente de um esquema de segurança nos moldes da Operação Verão, com o aumento no efetivo da Polícia Militar na Baixada Santista aos finais de semana, quando as cidades da região recebem um número expressivo de turistas.

A proposta, de autoria do deputado estadual Paulo Corrêa Junior (Patriotas), estava em tramitação desde 2015, mas só agora, que recebeu o apoio do atual governador Márcio França (PSB), foi aprovada pelos parlamentares. “A Assembleia Legislativa e o Governo do Estado mostram, com essa iniciativa, total sintonia para atender a mais uma importante reivindicação dos moradores da Baixada Santista”, reforçou o governador, ao saber da aprovação na Alesp.

Porém, segundo o próprio autor do projeto, ainda haverá regulamentação da proposta e os critérios serão definidos pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SP). “Neste momento conquistamos a lei. Agora, a regulamentação será efetuada numa construção com o Governo”, afirmou o parlamentar.

Quando esteve em Santos para divulgar o balanço da última Operação Verão, em março, o secretário de Segurança Pública do Estado, Mágino Alves Filho, deu sinais de que a proposta viria a se concretizar. “Vamos realizar estudos para operações semelhantes nos finais de semana e feriados para que os cidadãos possam aproveitar a tranqüilidade e a beleza da Baixada Santista”, disse o secretário, na época.

Aliás, foi o próprio França que sugeriu a ideia, numa reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), em 2015, quando ainda era vice-governador do Estado. Além de mais policiais civis e militares, a proposta prevê o envio de viaturas, armamentos e outros itens para reforço nas ações de segurança pública.

Defensor da medida desde que voltou à Prefeitura, há dois anos, o prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, mostrou-se satisfeito com a aprovação do projeto de lei. “Esta é uma antiga reivindicação minha que levei, há dois anos, ao secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, para realizar ações especiais aos finais de semana através da Operação Delegada ou da Dejem (Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar), como um caminho para enfrentar a defasagem do efetivo na Baixada Santista, além de colocar os nossos policiais locais mais concentrados de segunda a sexta-feira e os que vêm de outras cidades em quantidade maior aos sábados e domingos, o que melhoraria o desempenho do efetivo”, salientou o chefe do Executivo praia-grandense.

 

Ecovias

ecovias