Conselhos municipais de PG realizam e proporcionam melhorias à Cidade

Com o objetivo de promover a cidadania entre os moradores de Praia Grande e de integrar diferentes faixas etárias, os Conselhos Municipais têm proporcionado cada vez mais discussões para futuras melhorias à população.

A última ação realizada foi a capacitação realizada pela organizado pelo Conselho de Segurança Alimentar (Comsea). Ela foi aberta aos conselheiros de toda a região e falou sobre o controle social na alimentação escolar por meio de palestras.

O evento ocorreu na quinta-feira, dia 28, de forma inédita, e todos os participantes que ficaram até o final receberam certificados.

Já o Conselho de Assistência Social (CMAS) reuniu membros na quinta-feira, dia 21, para debater visitas, que foram realizadas às Ong’s da Cidade entre maio e junho. O encontro tratou da fiscalização das entidades cadastradas no CMAS.

Os processos dos cadastros são feitos anualmente às instituições que já são filiadas e o conselho fiscaliza se os trabalho planejados estão sendo cumpridos.

Outro encontro realizado foi o do Conselho do Meio Ambiente (Comdema), que apresentou novos membros na quarta-feira, dia 20. O encontro contou ainda com a revisão do Plano do setor.

O Conselho de Promoção da Igualdade Racial não foi diferente. O grupo conta com uma nova diretoria, que tomou posse de seus cargos na segunda-feira, dia 18. Com isso os participantes eleitos ficarão à frente até 2020. A partir de agora o presidente é Gladston Bispo, o vice é Leonildo Antônio Modesto e o secretário-executivo, Lica Costa.

Na área da educação, ainda no dia 18, os membros do Conselho da área (CME) realizaram reunião extraordinária para discutir sobre a Deliberação do Conselho Estadual de Educação (CEE) nº 120/2013, que consiste na reconsideração de notas de alunos da rede pública escolar. Durante o encontro, educadores sanaram dúvidas sobre o tema junto aos membros.

Havendo a ciência da reprovação, os pais poderão entrar com pedido de reconsideração na escola em até cinco dias úteis.

A unidade escolar receberá o pedido e terá um prazo de até dez dias úteis para autorizá-lo ou não. É preciso ficar atento porque se passar do tempo estipulado, a solicitação será automaticamente deferida, isto é, o aluno será promovido. Se os pais não aceitarem o parecer da escola, poderão recorrer à Diretoria de Ensino.

Todas as reuniões acontecem na Casa dos Conselhos, que fica rua Xavantes, n° 51. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira das 8h30 às 17h30.

 

Ecovias

ecovias