Vanderlei Toquinho ganha pela primeira vez cinturão do Poderoso Muay Thai

Lutador ganhou de Emerson Bolota por nocaute durante o segundo round nos 77 kg LATERAL Muay Thai

Foi com alegria e movimentação que a quinta edição do Poderoso Muay Thai – Grandes Campeões realizou disputas no sábado, dia 20, reunindo os apreciadores e amantes da modalidade no Auto Shopping Praia Grande.

Ao todo foram 13 lutas, sendo quatro disputas pelo cinturão. No card principal, o campeão mundial Vanderlei Toquinho ganhou de Emerson Bolota por nocaute durante o segundo round, sendo o mais novo vencedor nos 77 kg, pela disputa.

No desafio entre São Paulo x Rio de Janeiro, a paulista Rose Amorim venceu a carioca Diana Leoa por decisão. Com isso conquistou o cinturão e o bicampeonato da competição pelos 65 kg.

Matheus Rayvac venceu Davson Saenchai por nocaute no primeiro round pelos no 63,5 kg e Marcella Monacchi venceu Raphaela Teixeira por decisão nos 70 kg.

Nas demais lutas, Daniel Victor (Cazolari) venceu Jhow Jhow (Poderoso) por decisão; Karina Alves (MT Santista) e Roberta Lima (Tailan Boxe) empataram; Thiago Couto (Wolf king) ganhou de Sthuart Bomba por decisão e Bianca Lima (Hatha Muay) obteve o título contra Larissa Vicenti (MiliThai), por decisão.

Já Felipe Piccoli (Predador Thai) venceu Caio Vinicius (Snake) por nocaute; Tais Trator (STT) e Kethellen Naldecon empataram e por fim, Neto (FTT) venceu Wesley Reis (ctc) por nocaute.

Segundo um dos organizadores do evento, Rodrigo Barbosa da Silva, as expectativas do evento foram atendidas. “Tivemos um grande público, e as lutas foram de alto nível. Todos se divertiram. Houve também a participação da escola de samba Folia 99, que agitou o pessoal junto de passistas e casal de mestre sala e porta bandeira”, relembrou.

As disputas também foram transmitidas pelo Balanço Geral da TV Record.

Barbosa informa também que o evento foi uma oportunidade de fazer a população conhecer o esporte. “Os atletas hoje são de alto nível e a Baixada Santista tem sido a maior potência de muay thai no País, formando vários campeões mundiais e expandido ainda mais a modalidade.”

 

 

Ecovias

ecovias