Escola Fued Temer lança livro sobre busca por sociedade mais humana

Depende de Nós é uma obra que foi escrita por estudantes da unidade

Os estudantes escritores mirins da EM Professor Fued Temer autografaram os livros com textos e gravuras feitas por eles em uma noite de gala. O lançamento do livro Depende de Nós, escrito por alunos da unidade foi realizado na última terça-feira, dia 30, no Palácio das Artes, e contou com a presença dos pais e responsáveis que acompanharam as apresentações artísticas no Teatro Municipal Serafim Gonzalez. Trabalhado ao longo do ano com alunos do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental, o livro conta com redações e desenhos feitos pelos alunos.

O livro faz parte do projeto interdisciplinar da unidade de ensino. Com a obra literária, a EM Fued Temer buscou trabalhar com os alunos a luta por uma sociedade mais humana e solidária. A cada ano, a equipe técnica busca um tema relacionado ao cotidiano dos estudantes dentro da unidade. “Nossos alunos sabem que possuem um grande poder. Que é o de transformar o mundo. A mudança que queremos ver está em nossas mãos”, destacou a diretora da unidade, Luciana Martins Nicolosi.

Quarto livro publicado pela unidade escolar, a obra literária traz textos e gravuras que retratam o que as crianças podem fazer de diferente para mudar o mundo. Nunca Deixe de Sonhar, O Que o Meu Coração Diz e A Semente do Amanhã foram os outros três exemplares.

Para chegar ao produto final, à unidade desenvolveu um trabalho significativo ao longo do ano. Por meio de vídeos, análise do cotidiano da escola e ações que envolveram a comunidade, os docentes discutiram o tema com os alunos. Depois de um período para produção textual, uma comissão formada por professores avaliou as obras e definiu os três melhores textos por turma.

Para definir a imagem que ficaria na capa do livro, a escola promoveu um concurso cultural onde os pais ou responsáveis fizeram um desenho que representas-se o tema. Na cerimônia, os três primeiros colocados foram premiados.

Pai do aluno Kauã Campeão Gouveia, do quarto ano, Fernando Caetano Gouveia teve sua arte escolhida para ocupar lugar de destaque no livro. “Para gente se torna muito gratificante porque a unidade promove essa interação entre pais, alunos e a escola. Quando aparece qualquer oportunidade, seja ela qual for, faço questão de participar. Ver o rosto dele, satisfeito só pelo fato de eu estar ali, mostra que fica mais motivado em estudar”.

O chefe da Seção de Ensino Fundamental II da Seduc, Israel Batista de Oliveira, concordou com a opinião de Gouveia e parabenizou a participação da família no projeto. “Vocês têm papel fundamental neste processo por acreditarem no trabalho realizado pela escola.”

 

Ecovias

ecovias