Corujão da Saúde atenderá o Vale do Ribeira a partir de julho

Projeto pretende zerar filas de exames de endoscopia, mamografia e ultrassonografia atendendo mais dez as regiões do Estado

Com objetivo de zerar as filas de espera para exames de endoscopia, mamografia e ultrassonografia é que o Governo do Estado ampliará o programa Corujão da Saúde para 301 municípios de dez as regiões paulistas, entre elas o Vale do Ribeira.

O anúncio foi realizado pelo governador João Doria, junto do secretário de Saúde Pública do Estado, José Henrique Germann Ferreira, no último dia 14. Com a expansão, o projeto atenderá todo o território paulista. A previsão é que as ações comecem em 1º de julho nos hospitais e unidades estaduais como os Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) e em 15 de julho nos hospitais privados.

A meta é realizar 117.813 exames em horários alternativos, durante 90 dias, nas regiões de Araçatuba, Araraquara, Barretos, Franca, Marília, Piracicaba, Registro, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista e Sorocaba.

Só no Vale do Ribeira a expectativa é fazer 6.764 exames, sendo 647 endoscopias, 1.843 mamografias e 4.274 ultrassonografias.

Para que isso seja possível, a secretaria responsável contratará trabalhos da iniciativa privada, por meio de chamamento público, o que deve ampliar a oferta de atendimentos em serviços estaduais. Interessados devem acessar o edital publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), no sábado, dia 15, e as propostas serão apresentadas pelas organizações em até dez dias após anúncio no documento.

Esta é a terceira etapa do programa e conforme Doria, “nas duas primeiras fases os resultados nos mostram enorme êxito, com quase todas as metas iniciais de exames alcançadas. O programa é um sucesso”, afirmou.

OUTRAS REGIÕES – O programa começou atendendo a Capital, Campinas e Vale do Paraíba em fevereiro. Na segunda fase ampliou os exames para a Baixada Santista, Bauru, Presidente Prudente e São José do Rio Preto, em abril.

De acordo com a Secretaria, a Capital zerou a demanda reprimida pelos três tipos de exames em maio e até o momento a Baixada Santista esgotou 89% da fila. Nas sete regiões, já foram agendados 77,6 mil exames, no total, com 38,4 mil pessoas atendidas. Desde o início do programa, a Secretaria constata um índice médio de 30% de absenteísmo, ou seja, um a cada três pacientes se ausentam na data e horário marcados.

20/06/2019
Foto: Divulgação/GE

 

Ecovias

ecovias