Hemonúcleo reforça carência de sangue durante o inverno

Unidade pede doações de todos os tipos sanguíneos, especialmente do grupo RH Negativo e B+

Ajudar o próximo é um importante ato de solidariedade, que é realizado de várias maneiras, entre elas está a doação de sangue. Para reforçar esse gesto que pode salvar até quatro vidas, o Hemonúcleo de Santos incentiva a população a doar, principalmente no inverno, estação em que o número de bolsas no estoque diminui.

O pedido de apoio tem a intenção de manter o estoque da unidade cheio, já que é responsável por fornecer sangue ao Hospital Guilherme Álvaro e serviços de saúde de Mongaguá, Bertioga e São Vicente.

Não existe restrição de doação para tipos sanguíneos, porém hoje, entre os que mais são necessários, estão o B+ e do grupo RH Negativo.

Segundo a coordenadora do Hemonúcleo santista, Rosângela Santos, o ato leva, no máximo, 30 minutos e o organismo repõe o volume doado nas primeiras 24 horas após a doação. “Além de salvar vidas é a forma mais democrática de se ajudar alguém. É rápido, seguro e fundamental para mantermos os estoques cheios na região”, afirma.

Esta ação acontece não só para informar a importância do ato, como também ressaltar o Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado no último dia 14, e para campanha Junho Vermelho, que ressalta ainda mais a prática.

QUEM PODE DOAR – De acordo com o Ministério da Saúde (MS), atualmente 16 a cada 1 mil habitantes doam sangue no País. O percentual corresponde a 1,6% da população brasileira e está dentro dos parâmetros exigidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomenda que 1% a 3% de cada país faça doações.

Nos últimos anos, as taxas apresentam-se estáveis e o MS indica um processo de conscientização, no entanto, reforça que é necessário promover e fortalecer as ações que estimulam as atividades voluntárias para manutenção dos estoques. Em 2017, foram coletadas 3.4 milhões de bolsas e realizadas 2,8 milhões de transfusões.

Para doar sangue é preciso ter entre 16 e 70 anos (se for menor de idade, só com autorização dos pais ou responsáveis), estar com a saúde em dia, pesar mais de 50kg, levar documento com foto, ter tido uma boa noite de sono na véspera, não ter ingerido bebida alcoólica no mínimo 12 horas antes da doação e não estar de jejum. Pessoas com tatuagens e piercings podem doar após um ano da realização.

A recomendação é que após a doação o voluntário tire o resto do dia para descanso, se possível; beba muito líquido para auxiliar na reposição do volume que saiu do seu organismo; evitar esforço físico e carregar peso; ter uma alimentação leve e saudável e se for fumante, evitar fumar por, pelo menos, duas horas.

Quem já é doador precisa respeitar os intervalos. Homens podem doar sangue quatro vezes por ano, em intervalos de dois meses, e as mulheres até três vezes em um ano, com pausas de três meses.

O Hemonúcleo de Santos fica na rua Oswaldo Cruz, nº 197. Funciona de segunda-feira a sábado das 8h às 12h30, exceto feriado. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3223-2860.

24/06/2019
Foto: Divulgação

 

 

Ecovias

ecovias