Gazeta do Litoral


Exposição inspirada em Frida acontece na sede das Oficinas Culturais

A memória da mexicana Frida Khalo, que foi um dos principais expoentes da pintura mundial do século XX, será celebrada em São Vicente. Ao longo deste mês, a Secretaria de Cultura traz à Cidade a exposição Todos podem ser Frida, que será realizada entre os dias 7 e 31, na sede das Oficinas Culturais.

Neste período, a mostra estará aberta ao público as segundas, quartas e sextas, das 8h às 17h.  Realizada em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, através do Museu da Diversidade Sexual, a exposição é composta por 30 fotografias de modelos masculinos caracterizados como a artista mexicana.

A mostra é traçada por cinco temas: Frida por Inteiro, O Amor de Frida, A Dor de Frida, As Cores de Frida e O Aborto de Frida. Além destas, mais 16 fotografias que mostram um pouco da intimidade da pintora também estarão expostas.

A fotógrafa Camila Fontenele de Miranda, idealizadora do projeto, captura as conexões existentes entre arte, identidade de gênero e comportamento social, uma referência à própria história de vida da pintora e seus autorretratos reconhecidos pela inversão de papéis.

Todos Podem Ser Frida ainda conta com uma intervenção fotográfica, permitindo que o visitante se transforme na própria Frida com adereços e maquiagem. A exposição terá monitoria que permitirá aos visitantes interagirem com a exposição, ao ouvirem uma breve história sobre a homenageada suas obras, e sua relevância na arte.

 Em caso de agendamento, o horário poderá se estender. Interessados podem entrar em contato com a Secult, por meio dos telefones 3468-8636, 3468-1536 ou 3468-1528. As Oficinas Culturais ficam na rua Tenente Durval do Amaral, n° 72, no bairro Catiapoã.

 

Crédito: Divulgação

Danielle Martins

 
IV Festival Gastronômico conta com restaurantes de preços acessíveis

Os cardápios são variados e incluem frutos do mar, pizzas, petiscos, entre outros

Leia mais...
 
2º Tattoo Festival SV

Maior evento do seguimento fora da capital

Mais de 70 tatuadores estarão reunidos nos stands do 2º Tattoo Festival SV, maior evento do seguimento em São Paulo, fora da capita e organizado pela Associação Encontro Cultural Tattoo Brasil, Conceito Workshop, Redh Tattoo Studio Exclusive e Japa Tattoo. Representando todas as escolas, do Old School ao oriental, passando pela Preto e Cinza e a Colorida, os artistas da tattoo atenderão o público em uma grande festa que tem como objetivos organizar os profissionais do seguimento e combater o preconceito a uma das artes plásticas que mais tem se popularizada no Brasil e no mundo.

Após o sucesso da primeira edição em 2016, onde mais de 2000 pessoas compareceram ao evento, as estruturas foram ampliadas proporcionando mais espaço para a participação de mais artistas.

Em 3 dias de festival, de 21 a 23 de abril, artistas, produtos e serviços para tatuadores, moda e alimentação distribuem-se por mais de 40 stands montados nas dependências da Faculdade UNIBR de São Vicente.

“Uma programação diversificada foi elaborada para atender o público e também os profissionais do segmento. Workshop e oficinas de tatuagem, desenho, grafite, pintura e malabaris. Palestras sobre  leis de incentivo, elaboração de projetos e biosegurança. Exposição de quadros de artistas regionais. Grafiteiros produzindo murais, apresentações musicais, de dança e circenses e praça de alimentação. Com destaque especial para a oficina permanente de tatuagem, onde o púiblico poderá experimentar as máquinas de tattoo fazendo desenhos em pedaços de borracha. Tudo aberto ao público e aos profissionais envolvidos no evento.” – Informa Rodrigo Redh, organizador do evento.

“Uma das novidades é a competição entre os tatuadores, que concorrem a 1º e 2º lugar nas categorias Realismo, Colorido, Preto e Cinza, Old School, Melhor do evento, Oriental, Pontilhismo e Revelação e serão avaliados por uma comissão de artistas renomados formada por Mordenti, Polska e William Esposito”, completa Japa Tatto, outro organizador do Festival.

Todas as atividades oferecidas no Festival são gratuitas e os visitantes ainda concorrem ao sorteio de tatuagens.

O 2º Tattoo Festival SV acontece de 21 a 23 de abril, das 14h às 22h na Faculdade UNIBR -Avenida Capitão Mor Aguiar nº 798, Centro – São Vicente/São Paulo. O ingresso é 1kg de alimento não perecível, exceto sal e açúcar, que serão doados ao Fundo Social de Solidariedade de São Vicente e a instituições de caridade do município.

O evento é realizado em parceria com a Faculdade UNIBR e conta com o apoio da Prefeitura de São Vicente, atraves da Secretaria da Cultura e Secretaria da Saúde, Ponto da Chuleta, Careca’s, Maktub, Papelaria Jambo, Ideias Criativas, Polska Tattoo,

A Arte da Tatuagem
A tatuagem é uma das artes plásticas mais cultuadas do mundo. Os desenhos aplicados de forma definitiva na pele humana através da introdução de pigmentos por agulhas, surgiram há mais de 5000 anos no Egito. Em vários períodos históricos foi considerada como prática demoníaca ou utilizada para marcar criminosos, ganhando uma conotação fora-da-lei no Ocidente.

Na década de 1960 a tatuagem chegou ao Brasil, no porto da cidade de Santos, sendo utilizada por imigrantes embarcados, muitas vezes bêbados, arruaceiros e envolvidos com drogas e prostitutas; gerando um estigma de arte marginal que perdurou por décadas.

Hoje, devido à circulação de informação pela televisão e por meios de comunicação como a internet, a tatuagem atinge todas as camadas da população, sem distinções.

 
“CURUMINS - Crianças indígenas do Brasil”

 

“CURUMINS - Crianças indígenas do Brasil” é uma ação sócio cultural organizada voluntariamente pela AT Comunicação e Produção e a Cia. Histórias do Baú e realizada por artistas e grupos artísticos voluntários com o objetivo de despertar a atenção dos moradores das cidades onde existem aldeias guarani para a forma de viver, para a cultura e expressões do povo indígena.

O evento arrecadará alimentos para as aldeias Paranapuã de São Vicente, Peguao-ty de Sete Barras, Takuari de Eldorado, Itapu Mirim de Registro, Pindo-ty e Araçá Mirim de Pariquera-Açú, Guavira-ty, Jeji-ty e Itapuã de Iguape, Tapy-i, Takuari-ty e Pakuri-ty  de Cananéia.

As obras da exposição estarão à venda e os recursos arrecadados serão utilizados para a compra de mantimentos.

 A exposição “CURUMINS - Crianças indígenas do Brasil” com 12 painéis medindo 2m x 1,2

0m será realizada no Shopping Brisamar acompanhada de apresentações de música e dança de jovens guarani da aldeia Paranapuã de São Vicente e venda de artesanato. Os artistas participantes que doaram seus trabalhos para o projeto são Adriana de Albuquerque, Adriano Azevedo Soares, Aline Benedito, Bill Silva, Caio Henrique de Castro Souza, Carlos Catts, Clayton da Silva (Clay), Edson Galhardo Junior, Gilcemar Silva Cassote, Val Maltas e Vinil Colante.

A abertura da exposição acontecerá dia 20 de fevereiro às 20h, no Brisamar Shopping na Rua Frei Gaspar 365 no centro de São Vicente, com apresentação do grupo de canto e dança da aldeia Paranapuã, o Mborai Mirim que se repetirá nos dias 25 e 26 as 17h. 

 
<< Início < Anterior 1 2 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias