Especial
União de Vereadores busca parceria com deputados para enfrentar problemas no sistema Cross

Diretoria da Uvebs esteve com a deputada Rosana Valle (PSB/SP) na última sexta-feira

Os gargalos da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross) foram tema de reunião da diretoria da União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) com a deputada federal Rosana Valle (PSB/SP), na última sexta-feira, dia 10, em Santos. Durante o encontro, Rosana se comprometeu a reunir os demais deputados federais representantes da Região com a finalidade de somar forças para enfrentar o problema.

A deputada ainda convidou a diretora da DRS-IV, Paula Covas, que esteve presente no encontro para prestar alguns esclarecimentos sobre o funcionamento do Cross, diretamente aos parlamentares.

Atualmente, o que preocupa os vereadores é a falta de transparência no sistema que regula as vagas em UTIs e leitos nos hospitais públicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na Região. A falta de conhecimento sobre a forma como o Estado faz a distribuição das vagas dos leitos hospitalares, sem que haja critérios de prioridades claramente definidos para que as vagas sejam ofertadas aos pacientes que necessitam de tratamento, tem causado inúmeros problemas.

ARTICULAÇÃO-  Na próxima sexta-feira, dia 16, a diretoria da Uvebs vai à Assembleia Legislativa (Alesp) para debater a questão do sistema Cross. O colegiado percorrerá individualmente os gabinetes dos deputados estaduais Professor Kenny (PP), Paulo Corrêa Jr (PATRIOTAS), Caio França (PSB) e Tenente Coimbra (PSL), a fim de articular uma ação conjunta para a melhoria do sistema.
Além da falta de transparência, a Uvebs busca soluções para ampliação no número de vagas como descentralização do Cross, ofertando aos moradores da Baixada vagas também na Capital ou região do ABC e a contratação de profissionais para os hospitais da Região, como o Hospital Guilherme Álvaro, que está com quadro defasado, bem como a integração da Santa Casa de Santos com o Cross.

 
Bairro Ocian em Praia Grande completa 63 anos com programação especial

Espetáculo de abertura acontece no Teatro Serafim Gonzalez nesta sexta-feira, dia 10, às 20h, com entrada gratuita

Leia mais...
 
PG libera agendamento de castração gratuita em novos bairros

Castração é gratuita, para inscrever o animal basta comparecer a Umasa, que está atendendo os bairros Vila Sônia, São Jorge, Antártica e Aviação

Leia mais...
 
faConselho define comissões técnicas que visam difundir o turismo em PG

Comissões serão destinadas a divulgação do Cadastur e da ampliação do Roteiro Gastronômico da Semana Caiçara

Com a presença de representantes do poder público, da iniciativa privada e da sociedade organizada, o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) de Praia Grande implantou duas comissões técnicas para divulgar serviços oferecidos pelo governo federal e pela Administração Municipal. A decisão foi tomada durante reunião realizada no último dia 26, na sede da Casa dos Conselhos, no bairro Tupi.

A primeira comissão tem quatro representantes e será responsável em ampliar a informação do Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo e tem como meta atualizar o Mapa de Regionalização Turístico. Com isso, as empresas existentes no Município saberão por meio dessa divulgação como enviar seus dados ao cadastro, o que fará Praia Grande pontuar diante do governo para obtenção de recursos.

Já a segunda comissão possui três pessoas e foi criada para divulgar o Roteiro Gastronômico que ocorre durante a Semana Caiçara. A programação apresentará aos moradores pratos criados por chefes de cozinha de diferentes restaurantes praia-grandenses.

Ambos foram escolhidos por meio de votação com integrantes de dentro e fora do Comtur. Os critérios estabelecidos para a definição das comissões no Cadastur foi buscar empresários da Cidade que auxiliem na inscrição de outras entidades no programa e no Roteiro Gastronômico a inscrição dos membros que facilitem o contato com entidades interessadas.

Para o vice-presidente do Comtur, Avedis Keskissian, as comissões foram implantadas para fomentar ainda mais o turismo. “Nosso objetivo é acolher cada vez mais os turistas que chegam na Cidade e também incentivar o turismo local”, comentou.

O próximo passo será um encontro entre os membros das comissões, que vão elaborar projetos para a divulgação dos dois serviços. Em nota, a Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur) informou que o encontro da comissão técnica do Cadastur ainda não possui data prevista e grupo responsável pelo Roteiro Gastronômico não terá reuniões presenciais entre os membros devido a proximidade do evento, já que a Semana da Cultura Caiçara acontece no final de maio.

A Casa dos Conselhos é um equipamento municipal onde são formuladas as políticas públicas com a participação direta da população em vários segmentos. A Casa está localizada na rua Xavantes, nº 51, no prédio da Vivência Tupi. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3496-5376.

06/05/2019

Foto: Divulgação/PMPG

 
Comusa aprova verba para melhorias no Irmã Dulce

Repasse é de R$ 8,5 milhões refere-se a primeira parte de repasse de R$ 14 milhões divulgado em março

Para levar melhorias e reformas ao Complexo Hospitalar Irmã Dulce, foi aprovado o repasse de cerca de R$ 8,5 milhões ao equipamento público. A autorização foi concedida pelo Conselho Municipal de Saúde (Comusa), por meio de duas resoluções aprovadas em reunião realizada na quarta-feira, dia 24, na Casa dos Conselhos.

Os recursos são de emenda parlamentar de R$ 5.915.670,02 (Prefeitura não informou quem fez a destinação) e o restante é oriundo de verba municipal.

Esta é apenas a primeira parte do dinheiro que foi destinado ao hospital. Em 13 de março o Executivo havia divulgado o investimento de R$ 30 milhões na Saúde Pública, que deste total R$ 14 milhões seriam reservados à manutenção e a compra de produtos ao Irmã Dulce. Espera-se que na próxima reunião do Comusa, que será em 29 de maio, seja pautada a aprovação da segunda parte do repasse (cerca de R$ 5,5 milhões).

De acordo com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), entidade que gere o Hospital desde janeiro, o dinheiro será destinado às áreas de infraestrutura, equipamentos mobiliários e de tecnologia do hospital, que inclui aparelhos de ar-condicionado, equipamentos cirúrgicos, de raio X e ampliação do número de leitos.

A gestora disse que já encontra-se em andamento o processo de aquisição de diversos itens e o prazo para tais reparos e a instalação de aparelhos é variável, pois depende de questões como fabricação, entrega e instalação dos mesmos.

De acordo com o subsecretário de Planejamento em Saúde, Rodrigo França, o documento prevê também investimentos nos setores de Especialidades Médicas e Atendimento Hospitalar. “A aprovação dos investimentos com a participação social foi uma etapa fundamental para continuidade da implantação desses equipamentos dentro do Complexo Hospitalar. O valor é um esforço da Administração Municipal em captar recursos financeiros do governo federal”, comentou.

O Executivo disse que depois dessa aprovação do Conselho, haverá o parecer de instâncias de monitoramento e controle; e após isso, o valor será submetido as cautelas legais de assinatura, registro e publicidade, com expectativa de ser repassado em maio. Não houve a divulgação de uma data exata para a instalação dos equipamentos, mas informaram que os itens serão colocados assim que os processos de aquisição, em obediências à legislação vigente, forem finalizados.

A instalação será coordenada pela SPDM, sem prejuízo do monitoramento do Executivo e demais instâncias de controle internas e externas.


CAUSAS –
Os valores foram repassados após a Administração Municipal receber reclamações de moradores quanto à falta de funcionamento dos equipamentos de climatização em fevereiro. Os aparelhos geraram problemas na refrigeração do Centro Cirúrgico e da UTI Pediátrica, com temperaturas que chegaram a 30ºC. O fato levou à suspensão das cirurgias eletivas na unidade e de novas internações na UTI Pediátrica, sendo liberadas em 21 de março pela Vigilância Sanitária do Município, após a manutenção dos aparelhos de ar condicionado ser feita.

A SPDM não informou como está a situação atualmente ou se foi preciso suspender atendimentos desde a liberação da Vigilância Sanitária. A instituição disse que a empresa responsável pela manutenção segue trabalhando nos demais reparos, porém, conforme relatado pela direção da unidade ao Executivo, tais equipamentos possuem sérios problemas de conservação e demandam um maior tempo para realização do conserto geral.

29/04/2019

Foto: Arquivo

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias