Especial
Inscrições para processo seletivo destinado a professores termina hoje

EDUCAÇÃO - Os salários variam entre R$ R$ 2.476,00 e R$ 4.331,00, com jornadas de 30 a 36 horas semanais, de acordo com cada cargo

A Prefeitura de Itanhaém prorrogou até terça-feira(29), as inscrições para o processo seletivo destinado a professores com 93 vagas temporárias. Há oportunidades para as funções de Professores de Educação Básica I, II e III (Artes, Educação Física, Inglês e Matemática), além de Professor Substituto I. Os salários variam entre R$ R$ 2.476,00 e R$ 4.331,00, com jornadas de 30 a 36 horas semanais, de acordo com cada cargo.

As inscrições são realizadas via internet, com a contribuição espontânea de 1kg de alimentos não-perecível, no formulário eletrônico, até às 23h59, desta terça-feira (29). É imprescindível que o candidato guarde o protocolo gerado durante o registro on-line. As inscrições presenciais acontecem na sede da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, das 9 às 11 e das 14 às 16 horas, na Avenida Condessa de Vimieiros, 1.131, no Centro.

Vale ressaltar que os alimentos, tanto para quem se inscreveu on-line quanto presencialmente, devem ser entregues no CMTECE, no mesmo horário da inscrição. A prova objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 10 (dez) pontos. Para se chegar ao total de pontos, o candidato deverá dividir dez pelo número de questões da prova, e multiplicar pelo número de questões acertadas. Será habilitado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 5 pontos no exame. O inscrito não habilitado será excluído do processo seletivo.

O local e o horário serão definidos no dia 30 de janeiro, por meio do site oficial da Prefeitura de Itanhaém, afixada na sede da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes e também no boletim oficial. Informações no edital.

 
Novo shopping do bairro Boqueirão terá 300 lojas

PG - Praia Grande Shopping tem previsão para inaugurar dia 9 de março

Leia mais...
 
Câmara promove solenidade para comemorar 50 anos

Plenário Oswaldo Toschi e os Anexos Ulisses Guimarães e João Gonçalves formam o Palácio Petrônio Portela, sede da Câmara

A Câmara de Praia Grande completa 50 anos em 2019 – mais precisamente foi no dia 1º de janeiro – e para comemorar realiza solenidade festiva no dia 12 de fevereiro, às 19h, no Plenário Emancipador Oswaldo Toschi.

A solenidade contará com a inauguração da Galeria dos Vereadores, formada por fotos dos parlamentares que exerceram mandato em Praia Grande ao longo deste meio século, nos mesmos moldes da Galeria dos Presidentes, onde estão os responsáveis pela administração da Casa de Leis.

O projeto é do presidente do Legislativo, vereador Ednaldo dos Santos Passos (SD), o Reco, que sempre lembra de todo colegiado e destaca que a história da Câmara Municipal não é feita só com os presidentes, mais sim com todos os parlamentares que colaboraram com o Legislativo, cada um com suas próprias histórias. A intenção de Reco é a recuperação da memória histórica do Legislativo.

A primeira legislatura da Câmara de Praia Grande teve início em 1º de janeiro de 1969. Nove parlamentares compunham o Legislativo na época: Cezário Reis Lima, Oswaldo Luiz Sanchez Toschi, Pablo Trevisan Perutich, Oswaldo Antonio Aranha, Arnaldo Perticarati, Osmar Martinatti, Aristeu Luz, Luiz dos Santos Reis e Waldemar Murano. Ainda assumiram os suplentes: Elízio Záccaro, Antônio Figuerôa, Alberto Ferraro, Luiz Leite e Paulo Antônio Milani.

HISTÓRIA - Na época da fundação, a Câmara funcionava em prédio anexo ao da antiga Prefeitura, que ficava na praça 19 de Janeiro, no Boqueirão. Todos os parlamentares dividiam a mesma sala e havia um plenário para as sessões ordinárias. De lá para cá foram muitos avanços. O Legislativo ganhou força e em 1980 a Casa de Leis mudou para a praça Vereador Vital Muniz, onde funciona até os dias de hoje. O Palácio Petrônio Portella foi inaugurado pelo presidente da Câmara na época, Cezário Reis Lima, na gestão do prefeito Dorivaldo Loria Junior, o Dozinho. Em 1998, foi construído o Anexo Ulisses Guimarães e em 2018 foi inaugurado o Anexo Administrativo João Gonçalves. O Plenário da Câmara, que já foi denominado Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, desde sua inauguração, ganhou novo nome. Em 2013, se tornou Emancipador Oswaldo Toschi. O Plenário Oswaldo Toschi e os Anexos Ulisses Guimarães e João Gonçalves formam o Palácio Petrônio Portela.

 
Shopping terá que priorizar mão de obra local e reservar 10% das vagas para jovens

Sugestão de reserva de 10% das vagas para jovens foi apresentada por Janaina durante audiência pública sobre o empreendimento

Aprovada em dezembro e promulgada nesta semana, a Lei Municipal nº 1.918/18, que dispõe sobre a permuta de áreas de propriedade municipal por outras de propriedade particular onde será construído o shopping do Grupo Mendes no bairro Mirim, no artigo 5º, exige que as contratações para o empreendimento priorizem mão de obra do Posto de Atendimento ao Trabalhador de Praia Grande, com reserva de 10% das vagas para jovens do Programa Primeiro Emprego.

A exigência de contratação de moradores e de jovens foi uma sugestão feita pela vereadora Janaina Ballaris (PT) durante audiência pública realizada em novembro, quando foi debatida com a remodelação do sistema viário do bairro Mirim e a instalação do empreendimento comercial. O evento contou com a participação da sociedade, de empresários do Grupo Mendes e representantes da Prefeitura.

A parlamentar comemora a conquista para os jovens, que através do Programa Primeiro Emprego tem a oportunidade de iniciar a vida profissional com mais dignidade e aprendizado real, deixando as ruas e se preparando melhor para o futuro. “É muito difícil para os jovens conseguirem entrar no mercado de trabalho, porque ao buscarem uma vaga, exigem deles experiência, o que é impossível se não for dada a primeira oportunidade. O Programa Primeiro Emprego representa essa oportunidade”, salientou Janaina.

Além disso, a proposta apresentada pela parlamentar visa oferecer uma alternativa produtiva aos jovens, evitando que fiquem vulneráveis à criminalidade. “Com a construção do Shopping no Mirim teremos valorização imediata de imóveis, aumento de arrecadação de IPTU e ITBI, fora a questão do aumento de arrecadação do ISS. Será que não poderíamos, pela falta de oportunidade, reservar uma porcentagem das vagas dos quase 3 mil empregos de forma direta para às pessoas em situação do primeiro emprego? Com isso estaríamos ajudando no combate à falta de segurança pública e despertando o sonho e a esperança em jovens com situação de vulnerabilidade”, argumentou Janaina, na época da discussão do projeto.

Essa bandeira também foi levantada pela vereadora junto a outros empreendimentos, como o Condomínio Empresarial Andaraguá. Em novembro, recebeu em seu gabinete o empresário André Ursini, representante do grupo responsável pelo complexo, e entregou a ele um ofício pedindo a reserva de 10% das vagas aos jovens do Programa Primeiro Emprego. “É uma forma de reparar a falta de oportunidades e de programas de inclusão social e profissional aos jovens que não tem experiência de trabalho”, reforçou Janaina, lembrando que a perspectiva é de geração de aproximadamente 15 mil empregos diretos no Andaraguá.

Com o intuito de tornar a medida uma lei oficial, válida para todas as empresas de médio e grande porte, Janaina solicitou que seja realizada na Câmara audiência pública para discutir a reserva de 10% das vagas para os jovens do Primeiro Emprego e outras questões ligadas à juventude. Na volta do recesso deve ser definido um dia de abril para realização da encontro com a sociedade.

 
Baixada Santista registra aumento no número de atropelamentos de idosos

Dados do Infosiga SP aponta, que no último ano, houve a morte de 36 pessoas com mais de 60 anos por atropelamento

Na Baixada Santista, o número de pedestres com mais de 60 anos que morreram atropelados aumentou 56% em 2018, em comparação com 2017, de acordo com o levantamento do Infosiga, o Sistema de Informações Gerais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo.

Segundo especialistas, a Baixada Santista atrai pessoas com mais idade por conta de sua qualidade de vida, belas praias e cidades planas, fator que pode explicar os números divulgados pelo Infosiga SP que apontam, no último ano, a morte de 36 pessoas com mais de 60 anos por atropelamento. Em 2017 foram registradas 23 mortes.

Outro dado alarmante é o atropelamento de pedestres em geral. No Estado de São Paulo, na comparação entre 2017 e 2018, as mortes por atropelamento caíram 9,3%. Na contramão dessa redução, a Baixada Santista registrou aumento de 13,9%. Para os especialistas, o poder público deve investir em infraestrutura e conscientização para reduzir esses números.

Autoridades do setor alegam que é preciso saber onde estão acontecendo esses atropelamentos e investir em educação no trânsito, conscientizando pedestres sobre a importância de atravessar na faixa exclusiva para eles, já que a maioria dos atropelamento acontece fora desses locais; e na infraestrutura, com a implantação de radares, aumento no intervalo dos semáforos de pedestres nos pontos mais críticos, entre outras ações.

Os convênios com o governo estadual resultaram na liberação de R$ 180 milhões para viabilizar mais de 8,2 mil intervenções propostas pelos municípios de todo o Estado. Como melhorias em acessos, construção de ciclovias e implantação de sinalização, além de projetos de educação e fiscalização.

PRAIA GRANDE – De acordo com a Prefeitura de Praia Grande, em 2017 foram registradas 13 mortes por atropelamento. Já no último ano foram 14 mortes, tendo em vista, um aumento de 7,6% em 2018, em relação ao ano anterior. A Secretaria de Trânsito (Setran) realizou ainda em 2018 palestras educativas de trânsito nos equipamentos Conviver e idosos desses centros de convivência participaram das ações desenvolvidas durante a Semana Nacional de Trânsito em 2018.

Além disso, durante as capacitações dos agentes de trânsito da Cidade eles são orientados sobre como agir com diversos públicos específicos, inclusive com os idosos.

O secretário de Trânsito da Cidade, Marcelo Afonso Prado explica que o idoso tem uma velocidade de deslocamento menor “Então quando ele for fazer a travessia o ideal é que sempre que possível o faça em local sinalizado, com faixa de pedestre ou semaforizado. E que faça a avaliação do tempo de travessia, evitando assim atropelamentos”, reforçou.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias