Gazeta do Litoral


SP atende duas pessoas por hora por ingestão de objetos estranho

Cerca de 50 pessoas diariamente são atendidas em prontos-socorros e ambulatórios públicos por terem aspirado algum tipo de objeto estranho. É o que aponta levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde. O Estado registrou, em 2011, 19.465 casos de retiradas de objetos estranhos. Em 2010 haviam sido 22.523 atendimentos.

 

A capital e Grande São Paulo concentram o maior número de casos no ano passado, com 5.396 procedimentos, seguidas pela região de São José do Rio Preto, com 3.789, e de Presidente Prudente, com 1.575 procedimentos realizados no ano passado. A Baixada Santista aparece com 479 casos.

 

As principais vítimas atendidas nos hospitais são crianças de 1 a 4 anos. Em 2011, 26% dos atendimentos em hospitais, relativos à aspiração de objetos estranhos foram em crianças nessa faixa etária, sendo moedas e peças de brinquedos os objetos mais comuns encontrados.

 

“Se a moeda desce diretamente pelo canal do estômago, será eliminada por vias naturais, porém os pais devem prestar atenção para ver se o objeto é realmente eliminado em um período de 12 horas a cinco dias. Caso isso não ocorra, devem procurar um serviço médico”, explica o médico pediatra e diretor do Hospital Infantil Darcy Vargas, unidade da Secretaria na zona sul da capital paulista, Sérgio Sarrubo.

 

O pediatra também explica que, caso a moeda vá para a traqueia, pode causar parada respiratória. “É muito importante que os pais tomem cuidado com crianças dessa idade, pois é nessa época que crianças costumar levar objetos à boca”, afirma Sarrubo.

 

Outros objetos muito comuns nesses casos são pilhas e baterias de brinquedos, que devem ser retirados o mais rapidamente possível, pois a permanência deles no estômago ou nas vias respiratórias pode causar lesões ou perfurações e até mesmo infecções. Não se deve provocar o vômito da criança. O certo é encaminhá-la ao hospital mais próximo.

 

Também é necessário ficar atento aos brinquedos aos quais as crianças pequenas têm acesso. Muitas peças de plástico, como rodas de carrinhos ou acessórios de bonecas, não aparecem nos exames de raio-X.

 

A aspiração de objetos pode prejudicar o sistema respiratório e causar asfixia, levando o paciente à morte. É recomendável que aos primeiros sintomas de asfixia, como acesso de tosse seguido por engasgamento, falta de ar e lábios e unhas arroxeadas, o paciente ou seus responsáveis procurem o serviço médico imediatamente.

 





Fonte: Secretaria de Estado da Saúde
15:36  Terça-feira
Praia Grande, dia 18 de setembro de 2012 

 
Maurício de Sousa lança gibi da Turma da Mônica com personagens soropositivos

Por meio de Igor e Vitória, o gibi da Turma da Mônica abordará questões referentes ao vírus HIV, como a forma de contágio e como viver com crianças soropositivas e o preconceito. O lançamento aconteceu na segunda-feira, dia 17, em Brasília. Ao lado de personagens bem conhecidos como Cascão e Magali, os novos integrantes terão habilidades com esportes e levarão uma vida saudável.

Leia mais...
 
Escola Sebastião Tavares de Oliveira inaugura a 20ª biblioteca escolar de Praia Grande

A Prefeitura de Praia Grande inaugura nesta terça-feira, dia 18, às 17h, a biblioteca escolar da Escola Municipal Sebastião Tavares de Oliveira, no bairro Quietude. Este é o terceiro equipamento entregue no mês de setembro que deve fechar com seis inaugurações. As unidades fazem parte do projeto Porto do Saber.

Leia mais...
 
Vacinação em dia ajuda pacientes com câncer a manter ‘o bom estado clínico’

 

 

Pacientes em tratamento de câncer devem manter a vacinação em dia. Isso porque a prevenção de doenças é muito importante para a manutenção do bom estado clínico destes pacientes que, em função do câncer, tornaram-se imunodeprimidos. O alerta é do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), unidade da rede pública estadual e maior centro de oncologia da América Latina. A regra também vale para os cuidadores desses pacientes.

 

Segundo recomendação do Icesp, pacientes imunodeprimidos devem tomar alguns cuidados especiais na hora da vacinação. Pessoas em tratamento oncológico podem receber vacinas com patógenos mortos ou com vírus e bactérias inativados, como a da influenza, pneumonia e tétano.

 

Imunizações que apresentam vírus e bactérias atenuados, como a tríplice viral e a de febre amarela, não devem ser ministradas ao paciente oncológico ou a pessoas portadoras de outras doenças que causem imunodepressão.

 

Também é importante que os familiares e cuidadores desses pacientes mantenham-se imunizados, para evitar a transmissão cruzada de doenças.

 

“Ainda que a resposta de pacientes com câncer seja menor que a da população comum, estas pessoas devem receber as vacinas indicadas. Também é essencial que seus familiares tomem as doses de vacinação adequadamente. Ao se manterem saudáveis, eles contribuem para a preservação da doença de quem está sendo cuidado”, orienta a médica infectologista do Icesp, Lígia Camera Pierrotti.

 

 

 

 

 

 

 



Fonte: Secretaria Estadual de Saúde
17:18  Segunda-feira
Praia Grande, dia 17 de setembro de 2012 

 
Publicação do Banco Central aponta redução da estimativa de crescimento do PIB para 1,57%

Analistas do mercado financeiro projetam crescimento da economia cada vez menor. Pela sétima semana seguida, a projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) caiu e desta vez passou de 1,62% para 1,57%.

Para 2013, a projeção foi mantida em 4%. As informações estão no boletim Focus, publicação semanal do Banco Central feita com base em estimativas do mercado financeiro para os principais indicadores da economia.

A estimativa de queda passou de 1,89% para 1,92%. No próximo ano, a expectativa é que haverá recuperação, com crescimento de 4,25%, menor que a estimativa anterior (4,5%).

A projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB subiu de 35,37% para 35,5%, este ano, e foi mantida em 34%, em 2013.

A expectativa para a cotação do dólar ao final do ano permanece em R$ 2, tanto para 2012 quanto para 2013, há cinco semanas seguidas. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) foi mantida em US$ 18 bilhões, neste ano, e passou de US$ 14,57 bilhões para US$ 14,4 bilhões, em 2013.

Para o déficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior), a estimativa foi ajustada de US$ 59,2 bilhões para US$ 58,22bilhões, este ano, e mantida em US$ 70 bilhões, em 2013.

A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do País) foi mantida em US$ 55 bilhões, este ano, e em US$ 58 bilhões, em 2013.

 

 



Fonte: ABr
17:16  Segunda-feira
Praia Grande, dia 17 de setembro de 2012 

 
<< Início < Anterior 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias